Páginas

domingo, 22 de janeiro de 2017

95° Capítulo - Não faz mais isso!

TEM CAPÍTULO NO MEU BLOG DA CLARA http://derepenteaconteceunjr.blogspot.com.br

Cheguei no CT, deixei meu carro no estacionamento, cumprimentei o pessoal lá da frente e entrei, já encontrando o Gabriel e o Thiago Maia conversando
Dani: bom dia hein - os cumprimentei
Gabigol: bom dia ridícula, cadê minha namorada? - o Thiago riu
Thiago M: bom dia Dani
Dani: que namorada?
Gabigol: a Manu né, não se faz - eu ri
Dani: deixa o pai dela te ouvir dizer isso - ele gargalhou
Gabigol: sai fora, nem brinca com isso
Dani: tem medo mas não tem vergonha - rimos - deixa minha filha em paz
Thiago M: tá na hora de trazer ela aqui de novo né
Dani: vou ver se trago na sexta - vi o Renato chegando - olha meu pai aí - ele riu e veio até mim - tudo bem pai? - rimos e nos cumprimentamos
Renato: tudo bem filha e você? - riu
Dani: tô bem, tô bem - riu - e mamãe Lilian, tá bem?
Renato: tá bem - o Gabriel riu
Gabigol: tá velho mesmo né, uma filha com essa idade, meu Deus, ela é mais velha que você - o Thiago gargalhou
Dani: ah, vai a merda Gabriel - ri
Renato: esse moleque tira uma com todo mundo - riu
Dani: eu só acho que vocês deveriam ir tomar o café da manhã pra irem treinar né, mas assim, só acho - o Gabriel ficou me olhando - me olha não, pivete - eles riram
Renato: bora - pegou no pescoço dos dois e foram saindo, eu ri, falei com o pessoal que tava ali e fui pra minha sala e do Victor, que não estava lá
[...]
Depois de fazer parte do meu trabalho, desci pra almoçar e depois fui ver uma parte do treino, até meu celular tocar, era o Júnior
Início:
Dani: oi
Júnior: oi Dani, tudo bem?
Dani: tudo e você?
Júnior: tranquilo - ficou em silêncio um pouco - Dani, deixa eu te falar, é... vai sair que horas hoje? - ai Deus
Dani: se tudo correr bem, acho que cinco horas, por que?
Júnior: ata, não, é que eu vou pegar a Manu na escola né, então levo ela pra minha casa e quando você chegar, me avisa que eu levo ela
Dani: tá, tá bom, pode ser então
Júnior: então tá, ela sai cinco mesmo ou pode pegar um pouco antes?
Dani: pode pegar antes sim, sem problema
Júnior: tá bom então, agora vou deixar você trabalhar - deu uma risadinha e eu o acompanhei
Dani: que isso, tô em horário de almoço, tá liberado - rimos
Júnior: então vai descansar - riu - beijo Dani
Dani: beijo 
Fim
Bom, pelo menos essa ligação me deixou mais tranquila pra terminar as minhas coisas sem me preocupar com o horário.
[...]
Já eram 17h da tarde e eu ainda estava vendo e revisando a matéria sobre os meninos do sub20, até chegar mensagem no meu celular, era o Fe
Dan, tô aqui na portaria do CT
Já saiu?
Oi Fe, tô aqui ainda, aguenta 10 minutos
Tá de carro?
Não, vim de táxi
Vou pra tua casa
Tá bom, já tô descendo
Ok
Nem falei mais nada e fui postar logo no site. Fiz mais alguns trabalhos que tinha deixado pendente e como o Victor já tinha ido embora, desliguei meu computador, peguei minhas coisas, saí da sala, tranquei a mesma e desci. Vi alguns jogadores ali, mas não falei com nenhum, dei um tchau coletivo pro pessoal ali, fui pro estacionamento, entrei no carro, coloquei o cinto e fui saindo. Cheguei na portaria e o Fe tava lá conversando com o seo Zé, buzinei e ele me viu, se despediu do Zé e veio até o carro
Fernando: hm, hoje vou de motorista particular - rimos e ele me deu um beijo rápido
Dani: não acostuma hein - ri e acenei pro seo Zé, saindo com o carro
Fernando: tinha muita coisa pra fazer hoje? - disse me olhando
Dani: não, é que o Neymar pegou a Manu na escola, aproveitei pra fazer umas coisas que tinha faltado de terça
Fernando: que mulher eficiente - riu
Dani: ah, quem dera - ri - e você é louco de ir lá sem avisar né, e se eu já tivesse saído?
Fernando: eu sinto sua presença - eu gargalhei e ele riu - ih, qual é?
Dani: que conversinha frouxa - ele riu de novo
Fernando: contigo não rola? - me olhou sorrindo e o olhei rápido, sorrindo também
Dani: tu sabe que não
Fernando: pois saiba que é verdade
Dani: lindo - ele me deu um beijo na minha bochecha e eu entrei com o carro no meu prédio, o deixei lá na garagem e saímos do mesmo. O Fe foi apertando o botão do elevador enquanto eu pegava minhas coisas e assim que o fiz, fui até ele, que segurava a porta do elevador - tá muito cavalheiro hoje hein, aprontou alguma? - ele gargalhou e entramos no elevador
Fernando: nossa, você tá me ofendendo - apertou o botão do meu andar - eu só apronto com você - eu ri e ele me abraçou por trás, eu sorri
Dani: sei viu, tô de olho em você
Fernando: pode ficar, eu deixo - segurou meu rosto e me deu um selinho
Dani: tu não tem que deixar nada - ele riu e saímos do elevador, abri a porta e entramos em casa - finalmente - fechei a porta e me joguei no sofá
Fernando: tá cansada? - sentou do meu lado
Dani: muito! - ele foi chegando mais perto e eu ri - você se aproveita de mim né, cara - segurei seu rosto e lhe dei um selinho demorado
Fernando: vou tirar seu cansaço ué - riu e me beijou. Foi um beijo tão gostoso, que chegou até a lembrar o do Júnior. Sei que eu não deveria fazer comparações, mas é a verdade né migos. Ele encerrou o beijo com selinhos e ficou me encarando - você é tão linda - sorriu e eu passei a mão em seu rosto
Dani: você que é - sorri e ficamos nos encarando - obrigada - ele sorriu, mas claramente sem entender esse meu agradecimento
Fernando: por que?
Dani: por ter me convencido a tentar ser feliz de novo - o sorriso dele se alargou - e por estar fazendo de tudo pra isso acontecer
Fernando: tô conseguindo? - eu assenti sorrindo - então tá valendo a pena - sorriu e me beijou de novo, ficando por cima de mim. As coisas foram esquentando e meu celular começou a tocar, eu empurrei o Fe, mas ele não saiu de cima de mim - deixa tocar - beijou meu pescoço
Dani: deixa eu ver quem é - peguei meu celular dentro da bolsa e era o Júnior
Fernando: até longe, esse cara empata - eu gargalhei e ele saiu de cima de mim
Dani: calma - dei um selinho nele e atendi
Início:
Dani: oi Júnior
Júnior: oi, te atrapalhei?
Dani: não - ri - aconteceu alguma coisa?
Júnior: não, só queria saber se você tava em casa, por que saí do Mac com a Manu agora, aí já ia levar ela
Dani: aah... tá, pode trazer sim, eu já ia te ligar mesmo pra você trazer ela - o Fernando me olhou e gesticulou um "mentirosa", eu ri baixo
Júnior: então tá, daqui uns quinze minutos eu tô aí com ela
Dani: tá bom, beijo
Júnior: beijo
Fim
Fernando: devia ter falado que não tava em casa - se arrumou no sofá e ligou a tv
Dani: ela é minha filha né, não posso fazer isso e eu tô sem ver ela, tô com saudade já
Fernando: de mim ninguém sente saudade - eu ri
Dani: para de ser dramático, a gente tava junto ontem - ele riu e me deu um selinho
Fernando: chata 
Ficamos deitados ali na sala assistindo um filme que tinha começado e depois de uns dez minutos, a campainha tocou
Dani: minha bebê chegou - pulei do sofá
Fernando: eu posso ficar aqui né?!
Dani: que pergunta, Fernando - revirei os olhos
Fernando: ui, Fernando - eu ri e fui abrir a porta, lá estava minha pequena e o pai dela
Manu: mamãae - sorriu e pulou no meu colo, me fazendo sorrir também
Dani: que saudade meu amor - disse a abraçando e ela me deu um beijo na bochecha e esticou o pescoço pra ver quem estava na sala
Manu: quem é? - apontou pro Fernando e me olhou
Dani: vai lá ver - sorri e ela me olhou desconfiada - vai - ri e ela desceu do meu colo - e aí, tudo bem? - peguntei pro Júnior e dei um beijo em sua bochecha
Júnior: tudo bem e você? - antes de responder, ouvi um "tio Nandoo" e a risada do Fe. É, ela adora ele rs
Dani: tô bem também - ele tinha ficado estranho - entra - ele tentou olhar pra dentro do apê e me olhou
Júnior: vou entrar só um pouquinho - dei espaço, ele entrou e eu fechei a porta
Dani: bom, não preciso apresentar vocês né - eu sabia que o clima ia pesar, mas isso uma hora ia acontecer, então que seja com a Manu presente, pra não haver nada de anormal
Júnior: e aí - deu um sorrisinho sem graça
Fernando: opa - fez o mesmo e eles deram um aperto de mão
Dani: senta aí - disse pro Júnior e me sentei ao lado do Fe, que estava com a Manu no colo, ele sentou no outro sofá e continuou com seu semblante estranho, mas ok - quer alguma coisa? um suco, refri, água, cerveja? - ri e ele riu fraco
Júnior: não, obrigado - sorriu de canto
Manu: pai, vem aqui, olha o joguinho - disse mostrando o celular do Fe
Júnior: depois o papai vê, filha
Manu: olha - desceu do colo do Fe e foi pro colo do pai, mostrar o jogo
Fernando: amor - eu o olhei estranho, ele nem me chamava assim, mas eu sei o por que né - vou lá tomar um banho
Dani: tá bom, tem toalha lá no armário
Fernando: tem roupa minha lá, né?!
Dani: tem - ele levantou, me deu um selinho e foi saindo
Fernando: cuida do celular do tio, viu Manu
Manu: viu - eu e ele rimos e ele entrou no meu quarto
Júnior: será que dá pra gente conversar?
Dani: é sobre a Manu?
Júnior: é, também
Dani: tá, vamo ali fora - olhei pra Manu - filha, espera aí, tá?
Manu: tá - nós levantamos e fomos pra varanda
Dani: pode falar, aconteceu alguma coisa?
Júnior: eu não quero esse cara convivendo com a Manu
Dani: ah, Júnior, pelo amor de Deus né, essa história de novo não
Júnior: eu só tô dizendo que não quero ele convivendo com a minha filha
Dani: ela é minha filha também! e o Fernando é meu namorado, como você quer que eu não deixe ele conviver com a Manuella?
Júnior: aah, ele é seu namorado? - disse meio sarcástico
Dani: é ué, pensou que fosse o que? um amigo colorido? por favor né, tu tá com a Lorena lá e a Manu também convive com vocês juntos, nem por isso eu fico dando chilique
Júnior: é diferente! - disse um pouco mais alto
Dani: não tem nada de diferente, a Manu tem pais separados, que estão se envolvendo com outras pessoas, é uma coisa bem simples e igual pros dois lados - ele respirou fundo - sério Júnior, a gente se separou e decidiu que ia ser tudo numa boa, a gente sempre esteve muito bem, não estraga isso não
Júnior: você não me entende
Dani: não, não entendo o mesmo, o que você tá querendo com isso?
Júnior: isso - disse já me beijou, eu juro que tentei recuar e sair dali, mas não consegui, foi mais forte do que eu, ele é mais forte do que eu! Confesso que tava com saudade desse beijo, mas aí caí em si e o empurrei
Dani: não faz mais isso! - ele ficou me olhando
Júnior: desculpa, eu... - passou a mão na cabeça
Dani: vai embora, por favor
Júnior: é, eu eu vou, já deu minha hora, tchau - entrou pra sala e eu fiquei alguns segundos ainda paralisada, até ouvir a voz da Manu
Manu: fica papai - disse manhosa
Júnior: não, o papai tem que ir, amanhã eu venho te ver, tá bom?
Manu: ah não - ameaçou chorar
Dani: filha, o papai tem que ir trabalhar, você já passeou com ele hoje, tá bom já - o Fernando voltou ali e o Júnior o olhou
Júnior: dá beijo no pai - abaixou do lado dela e ela foi em seu colo - amanhã o papai vem, tá bom?
Manu: ah - cruzou os bracinhos e eu ri, o Júnior me olhou, como se estivesse pedindo ajuda
Dani: vem com a mãe, vamo levar o papai na porta - ela ficou me olhando
Júnior: o papai deixa você apertar o botão do elevador - a olhou e ela colocou os bracinhos na frente do rosto, dando uma risadinha, eu sorri - vamo? - ela assentiu o olhando e sorrindo - então vamo - pegou seu celular - falou aí - fez um "jóia" pro Fernando, que retribuiu e foi indo com a Manu no colo. Ele abriu a porta e foi até o elevador, segurando a Manu, pra ela apertar o botão - agora vai com a mamãe - deu um beijo e um abraço nela e a me deu
Dani: vai com Deus
Júnior: fica com Ele - deu um beijo na minha testa e mais um na Manu - desculpa tá
Dani: relaxa - sorri de canto e o elevador chegou
Manu: tchau papai - acenou pra ele, que retribuiu sorrindo e entrou no elevador, que logo se fechou
Dani: agora vamo tomar uma banho, né mocinha - dei um beijo nela e fechei a porta a colocando no chão
[...]
Depois de dar a janta da Manu e fazê-la dormir, tomei um banho e fui pra sala com o Fernando
Dani: você não ajuda em nada também né - ele me olhou sem entender - pra que fazer aquilo tudo, só por que o Júnior tava aqui?
Fernando: aquilo tudo, o que?
Dani: ficar me chamando de amor, sendo que você não estava me chamando assim, perguntando se tinha roupa sua, sendo que você sabe que tem, por que deixou aqui ontem, isso foi desnecessário né
Fernando: por que, isso incomodou ele? ele já tá com outra ué
Dani: não interessa se incomodou ele, eu só quero conviver em paz com o pai da minha filha
Fernando: conviver em paz ou voltar com ele?
Dani: ai Fernando, por favor né, o Júnior morre de ciúmes da Manuella, você sabe disso e não coopera em nada
Fernando: a culpa agora é minha?
Dani: não tem culpa Fernando, meu Deus, é só o bom senso mesmo
Fernando: tá bom Daniela, não vou ficar discutindo sobre esse cara com você não, eu vou embora que eu ganho mais - deu as costas pra mim, foi no meu quarto, voltou arrumado, pegou o celular e saiu, sem nem me dar tempo de falar nada. Eu respirei fundo e me encostei no sofá. Tava bom demais pra ser verdade né, primeiro o Júnior me beija, agora o Fernando com birra, eu não mereço. Meu celular começou a tocar e ela a Bia, logo atendi
Início:
Dani: oi meu amor - deitei no sofá
Bia: tudo bem amorzinho?
Dani: tudo e você?
Bia: tudo numa boa, bora pra Disco?
Dani: sem chance querida, tô de boa na minha preguiça
Bia: por favor cara
Dani: não, sério, tô com a Manu e já briguei com o Fernando, tô sem clima
Bia: ah meu, vamo pra você se distrair
Dani: não, não vou
Bia: o Juninho falou pra você deixar a Manu com a tia Na
Dani: deixa pra próxima, amanhã eu trabalho também, melhor não
Bia: ele disse que então ele fica com a Manu pra você se divertir - eu ri da insistência
Dani: não vou, diz que ele pode ir, sério
Bia: sua chata, então tá
Dani: e meu afilhado, como tá?
Bia: tá bem, tá na casa da vó
Dani: então tá, vai lá se divertir, beijo
Bia: chataaa - eu ri - beijo
Fim 
Louca mesmo e o Júnior mais ainda, até parece que ninguém sabe das intenções dele. Mas ok!
[...]
Fui pro meu quarto já passava de meia noite, peguei meu celular, o coloquei pra despertar e me deitei. Enrolei um pouco na cama, pensando no que havia acontecido e logo peguei no sono.
Acordei com o choro da Manu e me assustei, olhei as horas no meu celular e eram 3h10 da manhã, meu Deus. Levantei correndo e fui até o quarto dela, que estava sentada, chorando em sua caminha
Dani: que foi, filha? - disse preocupada e a peguei no colo, ela continuou resmungando e se encostou em mim, aí percebi o quanto ela estava quente - filha, olha pra mamãe - a desencostei de mim e ela me olhou, coloquei a mão na testa dela e estava muito quente - ai meu Deus - levantei com ela e fui pra cozinha, peguei a caixinha de primeiros socorros, peguei o termômetro e o coloquei debaixo do bracinho dela, esperei apitar e ela estava com 38.7 de febre - calma Daniela, calma, pensa, pensa - olhei pra Manu - filha? - ela me olhou - tá doendo alguma coisa? - ela voltou a chorar e balançou a cabeça negativamente. Levantei com ela no colo, peguei um Tylenol, pinguei as gotinhas e dei pra ela, que fez uma careta, mas não reclamou - já vai passar, tá? - ela assentiu e eu dei um beijo em sua testa
Manu: eu não gosta - disse baixinho
Dani: eu sei meu amor, mas já vai passar, é ruim, mas é pra você ficar bem, tá bom? - ela assentiu. Fui com ela pro meu quarto, nos deitamos na minha cama e eu liguei a tv, por que aparentemente ela não estava com nem um pouco de sono. Coloquei na DK e a deixei assistindo. Peguei meu celular e entrei no twitter
danitorres: É, ser mãe é acordar as 3h da manhã com a filha chorando e com febre
danitorres: lá vamos nós enfrentar uma maratona de desenhos até a pequena ficar melhor
Saí do twitter, entrei no whats e até pensei em chamar o Júnior, mas é óbvio que ele não iria ver agora, então deixei pra avisar mais tarde mesmo.
[...]
A Manu ficou acordada até quase cinco da manhã e eu já tava exausta, por que a febre não baixava de jeito nenhum. Quando deu 5h20, medi a temperatura dela de novo e estava 37.5, só aí consegui dormir, mas sempre ligada nela.
Acordei com a campainha tocando freneticamente, olhei as horas no meu celular e eram 11h54. Olhei pra Manu e ela tava toda encolhida, enrolada na coberta, coloquei a mão nela e estava quente de novo. Levantei da cama, prendi meu cabelo de qualquer jeito e fui ver quem era
Dani: já vai! - falei mais alto quando cheguei na sala. Abri a porta e pra minha surpresa, era o Júnior - tá fazendo o que aqui? - ele me deu um beijo na bochecha e entrou
Júnior: tu devia ter me avisado que a Manu tava com febre né - eu fechei a porta
Dani: não avisei por que tu tinha saído ué, não tinha necessidade
Júnior: devia ter ligado po, eu vinha pra cá, ela melhorou?
Dani: tinha baixado a febre, mas ela tá quente de novo... vem aqui no quarto - fui indo e ele veio atrás de mim - o termômetro tá do lado da cama ali, coloca nela enquanto eu escovo os dentes e me troco - ele assentiu e eu entrei no banheiro. Fiz o que tinha que fazer ali, saí, entrei no meu closet, me troquei e voltei pro quarto - e aí? - ele estava tirando o termômetro dela
Júnior: 38.2 - ele me olhou e eu respirei fundo - como tava de madrugada?
Dani: 38.7 - me sentei na cama preocupada
Júnior: você deu algum remédio pra ela? - eu assenti - o que será que é?
Dani: não sei, ela disse que não dói nada - uma lágrima escorreu no meu rosto
Júnior: calma, não precisa ficar assim, não deve ser nada, fica tranquila - pegou minha mão e eu sorri, a Manu se mexeu e nós a olhamos - pode acordar? - me olhou e eu assenti - filha - passou a mão no rostinho dela - amor, acorda - ela abriu os olhinhos, viu o pai ali e tampou o rosto com as mãos
Dani: Manu, olha pra mamãe - ela tirou a mão do rosto e me olhou - vamo tomar remedinho de novo? - ela ia começar a chorar - não filha, sem chorar, é pra você ficar bem
Júnior: vem com o papai - ia pegar ela, mas ela se debateu e continuou na cama, ele me olhou e eu acho que entendi essa febre dela, com certeza era emocional, por que queria que o Júnior ficasse ontem
Dani: vem - peguei ela no colo, que agarrou meu pescoço - vamo pra sala - disse olhando pro Júnior e ele assentiu - fica com o papai, pra mamãe ligar lá no trabalho - ela negou com a cabeça e me agarrou mais forte
Júnior: filha - veio pro meu lado - vem com o papai Manu - deu um beijo nela, que o olhou - vem, papai vai ficar com você hoje - ela se desencostou de mim e ficou o olhando - vem - a pegou no meu colo e ela não reclamou. Peguei meu celular, liguei lá no Santos, avisei o por que não iria e eles entenderam perfeitamente, ainda disseram pra eu ficar em casa amanhã também. Vi que não parava de chegar notificação do twitter e do instagram também, então fui ver. Tinham várias publicações dizendo que o Júnior não era um bom pai, por que estava na balada enquanto eu estava em casa com a Manu doente, dizendo que homem é tudo igual e etc, tinha print até de matérias que publicaram, mostrando meus tweets e as fotos do Júnior na Disco ontem. Não quis ver mais nada, bloqueei o celular e fui entrando - não é melhor dar um banho nela? - disse quando voltei pra sala
Dani: é né, vou dar - joguei o celular ali no sofá e a peguei - vai ficar aí? - ele assentiu e eu fui pro quarto com a Manu[...] Depois de dar o banho nela, a deixei só de calcinha, por que a febre já estava baixando, voltamos pra sala e o Júnior estava quase dormindo no sofá - prontinho, vai com o papai, pra mamãe pegar o remédio - dei ela pro Júnior e fui pegar o remédio, dei a ela, que fez a mesma careta de madrugada
Júnior: é ruim? - a perguntou rindo e ela assentiu ainda fazendo careta, deitando no peito do pai logo em seguida, eu sorri
Dani: vou lá fazer o almoço, você fica com ela? - ele assentiu - é rapidinho - dei um beijo na testa da Manu e fui pra cozinha.
[...]
Assim que terminei o almoço, fui pra sala chamar os dois e me deparei com a cena mais linda da vida. Júnior dormindo no sofá e a Manu deitada em cima dele, acordada e quietinha. Tive que tirar uma foto e aproveitei a falação na internet, pra postar a mesma
dantorres: Certamente essa é a imagem mais linda que você vai ver hoje né... Esse cara aí não é perfeito não, até porque, ninguém no mundo é. Mas de uma coisa eu não tenho duvida, não tinha pai melhor pra minha filha ter, do que esse. Com toda certeza, depois do meu pai, esse é o melhor pai do mundo e um grande exemplo não só pra Manu. E sim, ele é um pai muito presente. "Ah, mas ele tá dormindo" é, ele tá dormindo por que saiu ontem, mas mesmo assim tá aqui com a filha dele. E vocês que gostam de falar o que não sabem, entendam que nem tudo é como vocês veem, ou querem ver. O Júnior, ontem buscou a Manu na escola, foi comer lanche e depois a trouxe pra casa, ainda ficando mais um pouco aqui. Fui convidada pra sair com o pessoal também, só não fui por que não quis, mas esse cara aí da foto, se dispôs a ficar com a filha dele, pra eu poder sair sem me preocupar, eu é que não quis também. Assim como foi eu que não quis e não achei que devia avisá-lo sobre a febre da Manu, mas ele ficou sabendo e veio pra cá sem nem avisar. Ele é um ótimo pai e um ótimo homem. Se vocês dizem que todos os homens são iguais, digam por aqueles que vocês conhecem e convivem, mas esse aí da foto não se engloba em "todos iguais". Ele é diferente! E eu sou grata a ele por tudo o que faz por mim e pela minha filha, mesmo não estando mais juntos, mesmo se envolvendo com outras pessoas. Até porque, ainda assim, nós somos uma família e nada e nem ninguem vai mudar isso. Obrigada @neymarjr, nós te amamos!
ps: e pra quem se preocupou com a Manu, fiquem tranquilos, ela já está melhorzinha
 imaginem aí hehe
rafaella: Como você é perfeita!! Essa família é perfeita! Eu amo vocês e tô com saudade
userfem: incrível como você tem o dom de querer apagar as merdas que o Neymar faz né, todo mundo vê o que acontece, não precisa passar pano pra ele não
breathedantorres: Ai que lindoos!! Te amo
torcida_damar: Vocês são lindos de qualquer jeito, mas são mais lindos ainda com essa cumplicidade que existe entre vocês, mesmo estando separados. Ninguém nunca vai saber o que se passa na vida de vocês, mas mesmo assim vão querer falar né. Eu amo vocês e pode me odiar, mas eu ainda torço pra vocês ficarem juntos!
nadine.goncalves: Você é maravilhosa! Com certeza meu filho nunca iria encontrar uma mulher melhor pra ser mãe dos filhos dele. Eu amo vocês e tô morrendo de saudades da minha boneca!
principenjr: Sempre querendo se fazer de boa moça né rs. Deu o golpe da barriga e agora vem dizer que ele é o melhor pai, porque será né hahaha
lovedamar: "Mãe DOS FILHOS dele" tia Nadine na certa é a maior fã de Damar e também acredita na volta hahahaha. E Dani, não liga pras pessoas maldosas não, o negócio é vocês estarem bem e sempre se respeitando, o resto é só resto. Amo vocês!
danitorres: Não minha querida, ninguém vê o que acontece e esse seu comentário é a maior prova disso! Esquece a minha vida, a do Neymar e vai viver a sua, aqui tá tudo sob controle, linda. Fique bem @userfem
Nem fiquei pra ver mais comentários, por que já estava ficando nervosa. Bloqueei a tela do celular e fui acordar o Júnior...




PRIMEIRO DO ANOO!!
Tá aí mais um capítulo pra vocês. Ficou sem graça, mas ok.
No próximo as coisas vão começar a se ajeitar.
Espero que vocês estejam gostando. Continuem dando sugestões!
Obrigada pelos comentários, mesmo sendo poucos, são bons pra motivar.
Beijos e comentem bastante!!




17 comentários:

  1. Claro que esse capítulo não ficou sem graça, amei de vdd !!! Tão lindos eles juntos, quero a volta deles logo

    ResponderExcluir
  2. Mto fofo ela defendendo ele. Acho q ele podia terminar com a Lorena e começar a correr atrás dela. Quero mais logo

    ResponderExcluir
  3. ÓTIMO capítulo umas das melhores fanfic fábrica que já li vc escreve MT bem, quero eles de volta. MT fofo ela defendendo ele ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tira esse fábrica daí 😂😂 corretor fdp!

      Excluir
  4. TA MARAVILHOSO MULHEEEEER!!! Aos poucos os comentários vão voltar, é só questão de tempo para as pessoas voltarem 🎉🎉🎉 ja to ansiosa pelo próximo

    ResponderExcluir
  5. Mdssssss continua porque está maravilhosaaaa

    ResponderExcluir
  6. Já quero eles juntos o mais rápido possível

    ResponderExcluir
  7. Aaah cmo eu amo essa fanfic 😍👌
    Que saudade eu tava rs e falndo em saudade to morrendo de saudades de Damar, quero eles de volta p ontem hein haha
    To amando continua logoo mega ansiosa p volta dos dois e p minha parte hot dedicada kkkk
    Beijos da sua preferida
    Fã N 1 haha 💕💞💋

    ResponderExcluir
  8. Aaaah que capítulo lindo, amei a parte em que o Fernando falou aquilo com a Dani que fez o Ney ficar com ciúmes é beijar a Dani, quero que eles voltem logo, eles foram feitos um para o outro, sobre a parte em que ele foi pra casa dela e ficou com a Manu, aaaaah não aguento não, ele é muito fofo com a Manu, faz ele e a Dani voltarem logo pfv! E postaaa logo o próximo capítulo! ❤❤

    ResponderExcluir
  9. Muito bom continua assim que ta maravilhoso
    obs: leitora nova

    ResponderExcluir