Páginas

domingo, 6 de agosto de 2017

!'am back!

Hey girls, miss you!
Eu sei que sumi e não vou depositar essa culpa em obrigações, imprevistos ou qualquer outra coisa. A culpa foi minha mesmo. Não sei o que houve, mas eu tinha perdido a vontade de postar, não sei por que. Não foi nada com o Neymar, com o blog ou o que quer que seja relacionado a essa saga em que estamos envolvidas. Eu apenas não conseguia, apesar da criatividade estar tinindo na minha cabeça. Sentava na frente do computador, escrevia três linhas e parava.
Pois bem, estou disposta a voltar a postar, porém, todavia, entretanto, preciso da opinião e compreensão de vocês.
Vocês desejam que eu volte? vão continuar acompanhando mesmo eu sendo a desnaturada?
Pretendo voltar tanto com esse da Dani, que eu me sinto na obrigação de terminar, quanto com o blog da Clara. Mas depende de vocês!
E aí, voltaremos?
Respondam por favor, prometo tentar postar com frequência.

domingo, 22 de janeiro de 2017

95° Capítulo - Não faz mais isso!

TEM CAPÍTULO NO MEU BLOG DA CLARA http://derepenteaconteceunjr.blogspot.com.br

Cheguei no CT, deixei meu carro no estacionamento, cumprimentei o pessoal lá da frente e entrei, já encontrando o Gabriel e o Thiago Maia conversando
Dani: bom dia hein - os cumprimentei
Gabigol: bom dia ridícula, cadê minha namorada? - o Thiago riu
Thiago M: bom dia Dani
Dani: que namorada?
Gabigol: a Manu né, não se faz - eu ri
Dani: deixa o pai dela te ouvir dizer isso - ele gargalhou
Gabigol: sai fora, nem brinca com isso
Dani: tem medo mas não tem vergonha - rimos - deixa minha filha em paz
Thiago M: tá na hora de trazer ela aqui de novo né
Dani: vou ver se trago na sexta - vi o Renato chegando - olha meu pai aí - ele riu e veio até mim - tudo bem pai? - rimos e nos cumprimentamos
Renato: tudo bem filha e você? - riu
Dani: tô bem, tô bem - riu - e mamãe Lilian, tá bem?
Renato: tá bem - o Gabriel riu
Gabigol: tá velho mesmo né, uma filha com essa idade, meu Deus, ela é mais velha que você - o Thiago gargalhou
Dani: ah, vai a merda Gabriel - ri
Renato: esse moleque tira uma com todo mundo - riu
Dani: eu só acho que vocês deveriam ir tomar o café da manhã pra irem treinar né, mas assim, só acho - o Gabriel ficou me olhando - me olha não, pivete - eles riram
Renato: bora - pegou no pescoço dos dois e foram saindo, eu ri, falei com o pessoal que tava ali e fui pra minha sala e do Victor, que não estava lá
[...]
Depois de fazer parte do meu trabalho, desci pra almoçar e depois fui ver uma parte do treino, até meu celular tocar, era o Júnior
Início:
Dani: oi
Júnior: oi Dani, tudo bem?
Dani: tudo e você?
Júnior: tranquilo - ficou em silêncio um pouco - Dani, deixa eu te falar, é... vai sair que horas hoje? - ai Deus
Dani: se tudo correr bem, acho que cinco horas, por que?
Júnior: ata, não, é que eu vou pegar a Manu na escola né, então levo ela pra minha casa e quando você chegar, me avisa que eu levo ela
Dani: tá, tá bom, pode ser então
Júnior: então tá, ela sai cinco mesmo ou pode pegar um pouco antes?
Dani: pode pegar antes sim, sem problema
Júnior: tá bom então, agora vou deixar você trabalhar - deu uma risadinha e eu o acompanhei
Dani: que isso, tô em horário de almoço, tá liberado - rimos
Júnior: então vai descansar - riu - beijo Dani
Dani: beijo 
Fim
Bom, pelo menos essa ligação me deixou mais tranquila pra terminar as minhas coisas sem me preocupar com o horário.
[...]
Já eram 17h da tarde e eu ainda estava vendo e revisando a matéria sobre os meninos do sub20, até chegar mensagem no meu celular, era o Fe
Dan, tô aqui na portaria do CT
Já saiu?
Oi Fe, tô aqui ainda, aguenta 10 minutos
Tá de carro?
Não, vim de táxi
Vou pra tua casa
Tá bom, já tô descendo
Ok
Nem falei mais nada e fui postar logo no site. Fiz mais alguns trabalhos que tinha deixado pendente e como o Victor já tinha ido embora, desliguei meu computador, peguei minhas coisas, saí da sala, tranquei a mesma e desci. Vi alguns jogadores ali, mas não falei com nenhum, dei um tchau coletivo pro pessoal ali, fui pro estacionamento, entrei no carro, coloquei o cinto e fui saindo. Cheguei na portaria e o Fe tava lá conversando com o seo Zé, buzinei e ele me viu, se despediu do Zé e veio até o carro
Fernando: hm, hoje vou de motorista particular - rimos e ele me deu um beijo rápido
Dani: não acostuma hein - ri e acenei pro seo Zé, saindo com o carro
Fernando: tinha muita coisa pra fazer hoje? - disse me olhando
Dani: não, é que o Neymar pegou a Manu na escola, aproveitei pra fazer umas coisas que tinha faltado de terça
Fernando: que mulher eficiente - riu
Dani: ah, quem dera - ri - e você é louco de ir lá sem avisar né, e se eu já tivesse saído?
Fernando: eu sinto sua presença - eu gargalhei e ele riu - ih, qual é?
Dani: que conversinha frouxa - ele riu de novo
Fernando: contigo não rola? - me olhou sorrindo e o olhei rápido, sorrindo também
Dani: tu sabe que não
Fernando: pois saiba que é verdade
Dani: lindo - ele me deu um beijo na minha bochecha e eu entrei com o carro no meu prédio, o deixei lá na garagem e saímos do mesmo. O Fe foi apertando o botão do elevador enquanto eu pegava minhas coisas e assim que o fiz, fui até ele, que segurava a porta do elevador - tá muito cavalheiro hoje hein, aprontou alguma? - ele gargalhou e entramos no elevador
Fernando: nossa, você tá me ofendendo - apertou o botão do meu andar - eu só apronto com você - eu ri e ele me abraçou por trás, eu sorri
Dani: sei viu, tô de olho em você
Fernando: pode ficar, eu deixo - segurou meu rosto e me deu um selinho
Dani: tu não tem que deixar nada - ele riu e saímos do elevador, abri a porta e entramos em casa - finalmente - fechei a porta e me joguei no sofá
Fernando: tá cansada? - sentou do meu lado
Dani: muito! - ele foi chegando mais perto e eu ri - você se aproveita de mim né, cara - segurei seu rosto e lhe dei um selinho demorado
Fernando: vou tirar seu cansaço ué - riu e me beijou. Foi um beijo tão gostoso, que chegou até a lembrar o do Júnior. Sei que eu não deveria fazer comparações, mas é a verdade né migos. Ele encerrou o beijo com selinhos e ficou me encarando - você é tão linda - sorriu e eu passei a mão em seu rosto
Dani: você que é - sorri e ficamos nos encarando - obrigada - ele sorriu, mas claramente sem entender esse meu agradecimento
Fernando: por que?
Dani: por ter me convencido a tentar ser feliz de novo - o sorriso dele se alargou - e por estar fazendo de tudo pra isso acontecer
Fernando: tô conseguindo? - eu assenti sorrindo - então tá valendo a pena - sorriu e me beijou de novo, ficando por cima de mim. As coisas foram esquentando e meu celular começou a tocar, eu empurrei o Fe, mas ele não saiu de cima de mim - deixa tocar - beijou meu pescoço
Dani: deixa eu ver quem é - peguei meu celular dentro da bolsa e era o Júnior
Fernando: até longe, esse cara empata - eu gargalhei e ele saiu de cima de mim
Dani: calma - dei um selinho nele e atendi
Início:
Dani: oi Júnior
Júnior: oi, te atrapalhei?
Dani: não - ri - aconteceu alguma coisa?
Júnior: não, só queria saber se você tava em casa, por que saí do Mac com a Manu agora, aí já ia levar ela
Dani: aah... tá, pode trazer sim, eu já ia te ligar mesmo pra você trazer ela - o Fernando me olhou e gesticulou um "mentirosa", eu ri baixo
Júnior: então tá, daqui uns quinze minutos eu tô aí com ela
Dani: tá bom, beijo
Júnior: beijo
Fim
Fernando: devia ter falado que não tava em casa - se arrumou no sofá e ligou a tv
Dani: ela é minha filha né, não posso fazer isso e eu tô sem ver ela, tô com saudade já
Fernando: de mim ninguém sente saudade - eu ri
Dani: para de ser dramático, a gente tava junto ontem - ele riu e me deu um selinho
Fernando: chata 
Ficamos deitados ali na sala assistindo um filme que tinha começado e depois de uns dez minutos, a campainha tocou
Dani: minha bebê chegou - pulei do sofá
Fernando: eu posso ficar aqui né?!
Dani: que pergunta, Fernando - revirei os olhos
Fernando: ui, Fernando - eu ri e fui abrir a porta, lá estava minha pequena e o pai dela
Manu: mamãae - sorriu e pulou no meu colo, me fazendo sorrir também
Dani: que saudade meu amor - disse a abraçando e ela me deu um beijo na bochecha e esticou o pescoço pra ver quem estava na sala
Manu: quem é? - apontou pro Fernando e me olhou
Dani: vai lá ver - sorri e ela me olhou desconfiada - vai - ri e ela desceu do meu colo - e aí, tudo bem? - peguntei pro Júnior e dei um beijo em sua bochecha
Júnior: tudo bem e você? - antes de responder, ouvi um "tio Nandoo" e a risada do Fe. É, ela adora ele rs
Dani: tô bem também - ele tinha ficado estranho - entra - ele tentou olhar pra dentro do apê e me olhou
Júnior: vou entrar só um pouquinho - dei espaço, ele entrou e eu fechei a porta
Dani: bom, não preciso apresentar vocês né - eu sabia que o clima ia pesar, mas isso uma hora ia acontecer, então que seja com a Manu presente, pra não haver nada de anormal
Júnior: e aí - deu um sorrisinho sem graça
Fernando: opa - fez o mesmo e eles deram um aperto de mão
Dani: senta aí - disse pro Júnior e me sentei ao lado do Fe, que estava com a Manu no colo, ele sentou no outro sofá e continuou com seu semblante estranho, mas ok - quer alguma coisa? um suco, refri, água, cerveja? - ri e ele riu fraco
Júnior: não, obrigado - sorriu de canto
Manu: pai, vem aqui, olha o joguinho - disse mostrando o celular do Fe
Júnior: depois o papai vê, filha
Manu: olha - desceu do colo do Fe e foi pro colo do pai, mostrar o jogo
Fernando: amor - eu o olhei estranho, ele nem me chamava assim, mas eu sei o por que né - vou lá tomar um banho
Dani: tá bom, tem toalha lá no armário
Fernando: tem roupa minha lá, né?!
Dani: tem - ele levantou, me deu um selinho e foi saindo
Fernando: cuida do celular do tio, viu Manu
Manu: viu - eu e ele rimos e ele entrou no meu quarto
Júnior: será que dá pra gente conversar?
Dani: é sobre a Manu?
Júnior: é, também
Dani: tá, vamo ali fora - olhei pra Manu - filha, espera aí, tá?
Manu: tá - nós levantamos e fomos pra varanda
Dani: pode falar, aconteceu alguma coisa?
Júnior: eu não quero esse cara convivendo com a Manu
Dani: ah, Júnior, pelo amor de Deus né, essa história de novo não
Júnior: eu só tô dizendo que não quero ele convivendo com a minha filha
Dani: ela é minha filha também! e o Fernando é meu namorado, como você quer que eu não deixe ele conviver com a Manuella?
Júnior: aah, ele é seu namorado? - disse meio sarcástico
Dani: é ué, pensou que fosse o que? um amigo colorido? por favor né, tu tá com a Lorena lá e a Manu também convive com vocês juntos, nem por isso eu fico dando chilique
Júnior: é diferente! - disse um pouco mais alto
Dani: não tem nada de diferente, a Manu tem pais separados, que estão se envolvendo com outras pessoas, é uma coisa bem simples e igual pros dois lados - ele respirou fundo - sério Júnior, a gente se separou e decidiu que ia ser tudo numa boa, a gente sempre esteve muito bem, não estraga isso não
Júnior: você não me entende
Dani: não, não entendo o mesmo, o que você tá querendo com isso?
Júnior: isso - disse já me beijou, eu juro que tentei recuar e sair dali, mas não consegui, foi mais forte do que eu, ele é mais forte do que eu! Confesso que tava com saudade desse beijo, mas aí caí em si e o empurrei
Dani: não faz mais isso! - ele ficou me olhando
Júnior: desculpa, eu... - passou a mão na cabeça
Dani: vai embora, por favor
Júnior: é, eu eu vou, já deu minha hora, tchau - entrou pra sala e eu fiquei alguns segundos ainda paralisada, até ouvir a voz da Manu
Manu: fica papai - disse manhosa
Júnior: não, o papai tem que ir, amanhã eu venho te ver, tá bom?
Manu: ah não - ameaçou chorar
Dani: filha, o papai tem que ir trabalhar, você já passeou com ele hoje, tá bom já - o Fernando voltou ali e o Júnior o olhou
Júnior: dá beijo no pai - abaixou do lado dela e ela foi em seu colo - amanhã o papai vem, tá bom?
Manu: ah - cruzou os bracinhos e eu ri, o Júnior me olhou, como se estivesse pedindo ajuda
Dani: vem com a mãe, vamo levar o papai na porta - ela ficou me olhando
Júnior: o papai deixa você apertar o botão do elevador - a olhou e ela colocou os bracinhos na frente do rosto, dando uma risadinha, eu sorri - vamo? - ela assentiu o olhando e sorrindo - então vamo - pegou seu celular - falou aí - fez um "jóia" pro Fernando, que retribuiu e foi indo com a Manu no colo. Ele abriu a porta e foi até o elevador, segurando a Manu, pra ela apertar o botão - agora vai com a mamãe - deu um beijo e um abraço nela e a me deu
Dani: vai com Deus
Júnior: fica com Ele - deu um beijo na minha testa e mais um na Manu - desculpa tá
Dani: relaxa - sorri de canto e o elevador chegou
Manu: tchau papai - acenou pra ele, que retribuiu sorrindo e entrou no elevador, que logo se fechou
Dani: agora vamo tomar uma banho, né mocinha - dei um beijo nela e fechei a porta a colocando no chão
[...]
Depois de dar a janta da Manu e fazê-la dormir, tomei um banho e fui pra sala com o Fernando
Dani: você não ajuda em nada também né - ele me olhou sem entender - pra que fazer aquilo tudo, só por que o Júnior tava aqui?
Fernando: aquilo tudo, o que?
Dani: ficar me chamando de amor, sendo que você não estava me chamando assim, perguntando se tinha roupa sua, sendo que você sabe que tem, por que deixou aqui ontem, isso foi desnecessário né
Fernando: por que, isso incomodou ele? ele já tá com outra ué
Dani: não interessa se incomodou ele, eu só quero conviver em paz com o pai da minha filha
Fernando: conviver em paz ou voltar com ele?
Dani: ai Fernando, por favor né, o Júnior morre de ciúmes da Manuella, você sabe disso e não coopera em nada
Fernando: a culpa agora é minha?
Dani: não tem culpa Fernando, meu Deus, é só o bom senso mesmo
Fernando: tá bom Daniela, não vou ficar discutindo sobre esse cara com você não, eu vou embora que eu ganho mais - deu as costas pra mim, foi no meu quarto, voltou arrumado, pegou o celular e saiu, sem nem me dar tempo de falar nada. Eu respirei fundo e me encostei no sofá. Tava bom demais pra ser verdade né, primeiro o Júnior me beija, agora o Fernando com birra, eu não mereço. Meu celular começou a tocar e ela a Bia, logo atendi
Início:
Dani: oi meu amor - deitei no sofá
Bia: tudo bem amorzinho?
Dani: tudo e você?
Bia: tudo numa boa, bora pra Disco?
Dani: sem chance querida, tô de boa na minha preguiça
Bia: por favor cara
Dani: não, sério, tô com a Manu e já briguei com o Fernando, tô sem clima
Bia: ah meu, vamo pra você se distrair
Dani: não, não vou
Bia: o Juninho falou pra você deixar a Manu com a tia Na
Dani: deixa pra próxima, amanhã eu trabalho também, melhor não
Bia: ele disse que então ele fica com a Manu pra você se divertir - eu ri da insistência
Dani: não vou, diz que ele pode ir, sério
Bia: sua chata, então tá
Dani: e meu afilhado, como tá?
Bia: tá bem, tá na casa da vó
Dani: então tá, vai lá se divertir, beijo
Bia: chataaa - eu ri - beijo
Fim 
Louca mesmo e o Júnior mais ainda, até parece que ninguém sabe das intenções dele. Mas ok!
[...]
Fui pro meu quarto já passava de meia noite, peguei meu celular, o coloquei pra despertar e me deitei. Enrolei um pouco na cama, pensando no que havia acontecido e logo peguei no sono.
Acordei com o choro da Manu e me assustei, olhei as horas no meu celular e eram 3h10 da manhã, meu Deus. Levantei correndo e fui até o quarto dela, que estava sentada, chorando em sua caminha
Dani: que foi, filha? - disse preocupada e a peguei no colo, ela continuou resmungando e se encostou em mim, aí percebi o quanto ela estava quente - filha, olha pra mamãe - a desencostei de mim e ela me olhou, coloquei a mão na testa dela e estava muito quente - ai meu Deus - levantei com ela e fui pra cozinha, peguei a caixinha de primeiros socorros, peguei o termômetro e o coloquei debaixo do bracinho dela, esperei apitar e ela estava com 38.7 de febre - calma Daniela, calma, pensa, pensa - olhei pra Manu - filha? - ela me olhou - tá doendo alguma coisa? - ela voltou a chorar e balançou a cabeça negativamente. Levantei com ela no colo, peguei um Tylenol, pinguei as gotinhas e dei pra ela, que fez uma careta, mas não reclamou - já vai passar, tá? - ela assentiu e eu dei um beijo em sua testa
Manu: eu não gosta - disse baixinho
Dani: eu sei meu amor, mas já vai passar, é ruim, mas é pra você ficar bem, tá bom? - ela assentiu. Fui com ela pro meu quarto, nos deitamos na minha cama e eu liguei a tv, por que aparentemente ela não estava com nem um pouco de sono. Coloquei na DK e a deixei assistindo. Peguei meu celular e entrei no twitter
danitorres: É, ser mãe é acordar as 3h da manhã com a filha chorando e com febre
danitorres: lá vamos nós enfrentar uma maratona de desenhos até a pequena ficar melhor
Saí do twitter, entrei no whats e até pensei em chamar o Júnior, mas é óbvio que ele não iria ver agora, então deixei pra avisar mais tarde mesmo.
[...]
A Manu ficou acordada até quase cinco da manhã e eu já tava exausta, por que a febre não baixava de jeito nenhum. Quando deu 5h20, medi a temperatura dela de novo e estava 37.5, só aí consegui dormir, mas sempre ligada nela.
Acordei com a campainha tocando freneticamente, olhei as horas no meu celular e eram 11h54. Olhei pra Manu e ela tava toda encolhida, enrolada na coberta, coloquei a mão nela e estava quente de novo. Levantei da cama, prendi meu cabelo de qualquer jeito e fui ver quem era
Dani: já vai! - falei mais alto quando cheguei na sala. Abri a porta e pra minha surpresa, era o Júnior - tá fazendo o que aqui? - ele me deu um beijo na bochecha e entrou
Júnior: tu devia ter me avisado que a Manu tava com febre né - eu fechei a porta
Dani: não avisei por que tu tinha saído ué, não tinha necessidade
Júnior: devia ter ligado po, eu vinha pra cá, ela melhorou?
Dani: tinha baixado a febre, mas ela tá quente de novo... vem aqui no quarto - fui indo e ele veio atrás de mim - o termômetro tá do lado da cama ali, coloca nela enquanto eu escovo os dentes e me troco - ele assentiu e eu entrei no banheiro. Fiz o que tinha que fazer ali, saí, entrei no meu closet, me troquei e voltei pro quarto - e aí? - ele estava tirando o termômetro dela
Júnior: 38.2 - ele me olhou e eu respirei fundo - como tava de madrugada?
Dani: 38.7 - me sentei na cama preocupada
Júnior: você deu algum remédio pra ela? - eu assenti - o que será que é?
Dani: não sei, ela disse que não dói nada - uma lágrima escorreu no meu rosto
Júnior: calma, não precisa ficar assim, não deve ser nada, fica tranquila - pegou minha mão e eu sorri, a Manu se mexeu e nós a olhamos - pode acordar? - me olhou e eu assenti - filha - passou a mão no rostinho dela - amor, acorda - ela abriu os olhinhos, viu o pai ali e tampou o rosto com as mãos
Dani: Manu, olha pra mamãe - ela tirou a mão do rosto e me olhou - vamo tomar remedinho de novo? - ela ia começar a chorar - não filha, sem chorar, é pra você ficar bem
Júnior: vem com o papai - ia pegar ela, mas ela se debateu e continuou na cama, ele me olhou e eu acho que entendi essa febre dela, com certeza era emocional, por que queria que o Júnior ficasse ontem
Dani: vem - peguei ela no colo, que agarrou meu pescoço - vamo pra sala - disse olhando pro Júnior e ele assentiu - fica com o papai, pra mamãe ligar lá no trabalho - ela negou com a cabeça e me agarrou mais forte
Júnior: filha - veio pro meu lado - vem com o papai Manu - deu um beijo nela, que o olhou - vem, papai vai ficar com você hoje - ela se desencostou de mim e ficou o olhando - vem - a pegou no meu colo e ela não reclamou. Peguei meu celular, liguei lá no Santos, avisei o por que não iria e eles entenderam perfeitamente, ainda disseram pra eu ficar em casa amanhã também. Vi que não parava de chegar notificação do twitter e do instagram também, então fui ver. Tinham várias publicações dizendo que o Júnior não era um bom pai, por que estava na balada enquanto eu estava em casa com a Manu doente, dizendo que homem é tudo igual e etc, tinha print até de matérias que publicaram, mostrando meus tweets e as fotos do Júnior na Disco ontem. Não quis ver mais nada, bloqueei o celular e fui entrando - não é melhor dar um banho nela? - disse quando voltei pra sala
Dani: é né, vou dar - joguei o celular ali no sofá e a peguei - vai ficar aí? - ele assentiu e eu fui pro quarto com a Manu[...] Depois de dar o banho nela, a deixei só de calcinha, por que a febre já estava baixando, voltamos pra sala e o Júnior estava quase dormindo no sofá - prontinho, vai com o papai, pra mamãe pegar o remédio - dei ela pro Júnior e fui pegar o remédio, dei a ela, que fez a mesma careta de madrugada
Júnior: é ruim? - a perguntou rindo e ela assentiu ainda fazendo careta, deitando no peito do pai logo em seguida, eu sorri
Dani: vou lá fazer o almoço, você fica com ela? - ele assentiu - é rapidinho - dei um beijo na testa da Manu e fui pra cozinha.
[...]
Assim que terminei o almoço, fui pra sala chamar os dois e me deparei com a cena mais linda da vida. Júnior dormindo no sofá e a Manu deitada em cima dele, acordada e quietinha. Tive que tirar uma foto e aproveitei a falação na internet, pra postar a mesma
dantorres: Certamente essa é a imagem mais linda que você vai ver hoje né... Esse cara aí não é perfeito não, até porque, ninguém no mundo é. Mas de uma coisa eu não tenho duvida, não tinha pai melhor pra minha filha ter, do que esse. Com toda certeza, depois do meu pai, esse é o melhor pai do mundo e um grande exemplo não só pra Manu. E sim, ele é um pai muito presente. "Ah, mas ele tá dormindo" é, ele tá dormindo por que saiu ontem, mas mesmo assim tá aqui com a filha dele. E vocês que gostam de falar o que não sabem, entendam que nem tudo é como vocês veem, ou querem ver. O Júnior, ontem buscou a Manu na escola, foi comer lanche e depois a trouxe pra casa, ainda ficando mais um pouco aqui. Fui convidada pra sair com o pessoal também, só não fui por que não quis, mas esse cara aí da foto, se dispôs a ficar com a filha dele, pra eu poder sair sem me preocupar, eu é que não quis também. Assim como foi eu que não quis e não achei que devia avisá-lo sobre a febre da Manu, mas ele ficou sabendo e veio pra cá sem nem avisar. Ele é um ótimo pai e um ótimo homem. Se vocês dizem que todos os homens são iguais, digam por aqueles que vocês conhecem e convivem, mas esse aí da foto não se engloba em "todos iguais". Ele é diferente! E eu sou grata a ele por tudo o que faz por mim e pela minha filha, mesmo não estando mais juntos, mesmo se envolvendo com outras pessoas. Até porque, ainda assim, nós somos uma família e nada e nem ninguem vai mudar isso. Obrigada @neymarjr, nós te amamos!
ps: e pra quem se preocupou com a Manu, fiquem tranquilos, ela já está melhorzinha
 imaginem aí hehe
rafaella: Como você é perfeita!! Essa família é perfeita! Eu amo vocês e tô com saudade
userfem: incrível como você tem o dom de querer apagar as merdas que o Neymar faz né, todo mundo vê o que acontece, não precisa passar pano pra ele não
breathedantorres: Ai que lindoos!! Te amo
torcida_damar: Vocês são lindos de qualquer jeito, mas são mais lindos ainda com essa cumplicidade que existe entre vocês, mesmo estando separados. Ninguém nunca vai saber o que se passa na vida de vocês, mas mesmo assim vão querer falar né. Eu amo vocês e pode me odiar, mas eu ainda torço pra vocês ficarem juntos!
nadine.goncalves: Você é maravilhosa! Com certeza meu filho nunca iria encontrar uma mulher melhor pra ser mãe dos filhos dele. Eu amo vocês e tô morrendo de saudades da minha boneca!
principenjr: Sempre querendo se fazer de boa moça né rs. Deu o golpe da barriga e agora vem dizer que ele é o melhor pai, porque será né hahaha
lovedamar: "Mãe DOS FILHOS dele" tia Nadine na certa é a maior fã de Damar e também acredita na volta hahahaha. E Dani, não liga pras pessoas maldosas não, o negócio é vocês estarem bem e sempre se respeitando, o resto é só resto. Amo vocês!
danitorres: Não minha querida, ninguém vê o que acontece e esse seu comentário é a maior prova disso! Esquece a minha vida, a do Neymar e vai viver a sua, aqui tá tudo sob controle, linda. Fique bem @userfem
Nem fiquei pra ver mais comentários, por que já estava ficando nervosa. Bloqueei a tela do celular e fui acordar o Júnior...




PRIMEIRO DO ANOO!!
Tá aí mais um capítulo pra vocês. Ficou sem graça, mas ok.
No próximo as coisas vão começar a se ajeitar.
Espero que vocês estejam gostando. Continuem dando sugestões!
Obrigada pelos comentários, mesmo sendo poucos, são bons pra motivar.
Beijos e comentem bastante!!




terça-feira, 27 de dezembro de 2016

94º Capítulo - Antes de dar errado, deu certo por muito tempo

Gente, eu tinha errado as datas, por que esqueci das olimpíadas, então já arrumei.


Entrei na cozinha com a Bia,  fui na geladeira, peguei batata frita que tinha no congelador e salame, coloquei em cima da mesa e coloquei o óleo da batata pra esquentar
Bia: você tá bem?
Dani: ué, por que não estaria? - a olhei
Bia: o Juninho se envolvendo com essa tal de Lorena
Dani: ah - dei de ombros - eu já imaginava né
Bia: mas você saber por ele, é diferente né
Dani: diferente é, mas vou fazer o que? a gente não tá junto já tem tempo e eu não vou ficar sofrendo por isso. Não vou negar que amo o Júnior, mas se não deu certo, não tem o que fazer
Bia: ah meu, eu queria tanto vocês juntos - disse num tom triste
Dani: querer não é poder, minha amiga - me virei e fui colocando as batatas na frigideira - e eu vou seguir minha vida, tu vai ter que aceitar o Fernando mesmo
Bia: COMO É QUE É? - eu a olhei rindo
Dani: não grita caralho - ela riu
Bia: tu vai aceitar?
Dani: eu vou, como ele mesmo disse, vou me dar uma chance de ser feliz, se não der certo, paciência, a gente quebra a cara de novo e vai aprendendo assim - ouvi o barulho de algo caindo e olhei pra trás, era o Júnior que tinha deixado o celular cair no chão
Bia: que susto menino - ele riu fraco - quebrou? - disse olhando pro celular
Júnior: não, tá de boa - ele me olhou - a Manu quer danone, tem? - ele tava estranho
Dani: tem, pega aí na geladeira - ele foi até a mesma, pegou o danone, uma colher e saiu da cozinha, eu olhei pra Bia - ele escutou?
Bia: eu acho que sim, você viu como ele ficou? - eu assenti pensativa, não sei pra que ficar estranho, ele já tem outra pessoa

Júnior on
As meninas foram pra cozinha, eu fiquei na sala com o Gil e a Manu, até ela pedir danone
Manu: papai - eu a olhei - quelo none
Júnior: vou lá ver se tem - ela assentiu, eu peguei meu celular, levantei do chão e ela continuou brincando com o Gil. Fui chegando perto da cozinha e ouvi as meninas conversando...
Dani: querer não é poder, minha amiga e eu vou seguir minha vida, tu vai ter que aceitar o Fernando mesmo
Bia: COMO É QUE É? -  riu e eu cheguei mais perto da entrada da cozinha
Dani: não grita caralho - ela riu
Bia: tu vai aceitar?
Dani: eu vou, como ele mesmo disse, vou me dar uma chance de ser feliz, se não der certo, paciência, a gente quebra a cara de novo e vai aprendendo assim - eu não acredito que ela vai mesmo se envolver com esse cara. Na hora que ela falou isso, fiquei tão atordoado que derrubei meu celular e acabei despertando a atenção delas
Bia: que susto menino - eu ri fraco - quebrou? - disse olhando pro celular
Júnior: não, tá de boa - olhei pra Dani - a Manu quer danone, tem? 
Dani: tem, pega aí na geladeira - fui até a mesma, peguei o danone, uma colher e sai da cozinha. Fui pra sala e o Gil ficou me olhando
Jùnior: o que foi? - entreguei o danone pra Manu e me sentei com eles
Gil: o que foi, pergunto eu, tu tava ouvindo a conversa delas e voltou estranho - eu respirei fundo
Júnior: ah mano, eu não sei o que eu tô fazendo da minha vida, eu amo a Daniela, mas não sei o que fazer cara
Gil: vocês fizeram uma escolha juntos, que vocês se amam, é fato, o negócio é vocês se entenderem e tentar fazer diferente
Júnior: mas se não deu certo mano, não deu, já era, o foda é ficar pensando nela e agora saber que ela começou a se envolver com aquela merda de Fernando - a Manu me olhou
Gil: é irmão, só que antes de dar errado, deu certo por mó cota, você e ela só ficam falando disso de dar errado, mas esquecem que ficaram mais de dois anos juntos e felizes
Júnior: sei lá Gil, só sei que eu tô confuso pra caralho - falei mais baixo por causa da Manu
Gil: é uma coisa que só depende de vocês
Júnior: dependia né, por que agora tem Lorena e tem Fernando no meio
Júnior off
[...]
Nosso fim de tarde foi super de boa, tirando o fato do Júnior ter ficado o tempo todo com aquela cara estranha, que eu não sabia o motivo, ou sabia, mas não tinha comprovado. Ele foi embora na mesma hora em que o Gil e a Bia saíram de lá, se despediu de mim e da Manu, pegou suas coisas e saiu. Eu assisti uns desenhos com a minha baby e depois fui pro quarto tomar um banho com ela, já que tinha tempos que não fazíamos isso. Pedi uma pizza pro jantar, por que hoje era dia de besteiras né, jantamos, eu lavei o que sujamos e fui pro quarto fazê-la dormir. Liguei a tv e rápido ela dormiu. Peguei meu celular e postei a foto que havia tirado dela com o Miguel hoje
dantorres: Hoje foi dia de matar a saudade do priminho e agora é hora de dormir com a mamãe pra matar a saudade maior
Nem olhei os comentários, por que eu estava muito cansada, apenas saí do insta, bloqueei a tela, desliguei a tv, abracei minha pequena e dormi com ela.
27/07/2016 (quarta-feira)
Nesses quase dez dias que se passaram, nada de novo aconteceu, exceto pelo fato de eu estar tentando a minha felicidade com o Fe. Nós conversamos e decidimos tentar, sem nenhuma pressão.
Hoje consegui uma folguinha marota lá no Santos, já que estamos com um estagiário lá e ele pode perfeitamente fazer as minhas funções. Na semana passada consegui uma vaga na escolinha aqui perto de casa e matriculei a Manu, já que eu teria que dar férias pra Marina. Ela começou na segunda e eu confesso que me deu uma dorzinha no coração por deixar ela lá sozinha, mas pra minha felicidade, ela ficou super de boa e chegou em casa toda serelepe, contando tudo o que tinha feito com os novos amiguinhos. Hoje meu pai insistiu muito e pediu pra que eu deixasse ele levar ela pra escolinha, por que queria ver como ela fica. Nem exitei né, melhor pra mim que não tenho que sair de casa hahaha.
Acordei as 6h15, já que a Manu entra as 7h. Como ela fica MUITO sonolenta por falta do costume de acordar cedo, eu dou banho nela de noite, pra deixá-la dormir um pouco mais. Me troquei, escovei meus dentes e fui pra cozinha preparar o café dela e arrumar a lancheira. Feito isso, voltei pro quarto e a chamei com cuidado
Dani: filha - a virei - vamos pra escola, meu amor, tá na hora - disse passando a mão no rostinho dela, que se mexeu - bebê, vamo - fui a puxando devagar pro meu colo
Manu: tô com sono - disse resmungando
Dani: eu sei filha, mas tem que acordar, o vovô vai vir te buscar pra te levar pra escolinha - ela abriu os olhos imediatamente e eu ri - vamo se trocar? - ela assentiu e se sentou no meu colo
Manu: o vovô vai levar eu? - eu assenti sorrindo - eu vou pra casa dele e da vovó?
Dani: não sei, depois você fala com ele, tá bom? - ela assentiu e me levantei, a colocando no chão
[...]
Depois de dar o café da Manu e a ajudar a escovar os dentinhos, ficamos ali na sala, esperando meu pai chegar. Ele me mandou mensagem avisando que estava vindo e então eu já fui descendo com ela, óbvio que não antes de tirar algumas fotos dela, que fica maravilhosa com o uniforme da escolinha né. Descemos e meu pai estava parando o carro na frente do prédio. Falei com o senhor Augusto (porteiro) e a Manu também, ele destravou o portão e saímos
Ricardo: bom dia meus amores - me deu um beijo e pegou a Manu no colo - tudo bem? - disse me olhando
Dani: tudo e você?
Ricardo: tudo ótimo
Dani: minha mãe não quis vir?
Ricardo: ela teve reunião, saiu antes de mim
Dani: ata - sorri - a Manu tá querendo ir pra lá, tem algum problema?
Ricardo: claro que não - sorriu a olhando - tem outro uniforme na mochila?
Dani: tem, e tem roupa dela na casa de vocês também
Ricardo: então vamo, né - disse falando com ela, que assentiu - trago amanhã, ela sai que horas da escola?
Dani: sim senhor, ela sai as cinco - dei um beijo nele - vão com Deus - coloquei a mochila dentro do carro - tchau filha, mamãe te ama - dei um beijo nela
Manu: tchau mamãe, te amo também - eu sorri, meu pai me deu mais um beijo, colocou a Manu na cadeirinha, entrou no carro e eles saíram
[...]
Depois de almoçar, fiquei ali na sala de boa, assistindo Globo esporte e falando com a Bia no whats e resolvi postar a foto da Manu
dantorres: Minha pequena tá crescendo muito rápido... preparada pro vovô levar pra escolinha hahaha

Fiquei vendo alguns comentários, até meu celular tocar, olhei e era o Júnior, até estranhei, mas ok né, atendi
Início
Dani: oi
Júnior: oi ,tudo bem?
Dani: tudo sim e você?
Júnior: tudo bem, você vai sair com a Manu hoje?
Dani: não, mas ela vai pra casa do meu pai depois da escola, por que?
Júnior: ata, é que eu queria ver ela mesmo, mas de boa
Dani: você tá em Santos?
Júnior: tô sim, tô aqui na minha mãe
Dani: ah, então, vai lá no apartamento dos meus pais e vê ela, só liga antes pra eles, por que eu não sei se vão querer passar em algum lugar depois da escola
Júnior: tá bom então, eles vão levar ela pra escola amanhã?
Dani: vão sim
Júnior: pode deixar que eu busco então e deixo ela aí
Dani: tá bom então, manda um beijo pra tia Na - ouvi ele falando e ela também, só não entendi o que
Júnior: ela tá mandando outro e disse que você tem que parar de abandonar ela - eu ri
Dani: diz que eu não abandonei ninguém - ele riu - mas fala que esse final de semana eu passo aí com a Manu
Júnior: disse pra vir mesmo - riu
Dani: pode deixar que eu vou - ri
Júnior: então tá Dani, vou desligar agora, tenho que sair ainda
Dani: tá bom, vai lá, beijo
Júnior: beijo
Fim

As pessoas devem pensar que é super fácil pra mim agir desse jeito com o Júnior. Não é! Apesar de eu estar com o Fernando, nunca neguei que ainda amo o Júnior, inclusive, o Fernando mesmo sabe disso e por isso decidimos por algo mais tranquilo entre a gente, sem intensidade, sabe?! Não seria certo enganá-lo.
[...]
Depois de tomar meu banho, deitei na cama e fiquei mexendo no celular, falei com meus pais e a Manu no facetime mais cedo e se demorasse mais um pouco, eu corria pra lá pra ficar juntinho deles. Entrei no insta, curti algumas fotos e do nada, começaram a chegar notificação de marcação em comentários, abri uma delas e era numa foto que o Júnior tinha acabado de postar
neymarjr:...
usermasc: troco likes
principenj: para de ser trouxa vai, a garota já tá com o outro lá e vc não supera, esquece essa menina
gilcebola: é isso irmão!
detalhadamente: acho que alguém tá com saudade hein @dantorres hahaha
userfem: retribuo tds
njrmyair: tá se referindo a @dantorres? terminaram faz tempo e vc não esqueceu, mt amor envolvido
torcida_damar: hoje era pra fazer três anos né?! todo mundo sabe que vocês se amam e o mais importante vocês tem, que é o respeito de um pelo outro, agora se for pra continuar dando certo no futuro, vai acontecer. Esqueçam o errado @neymarjr @dantorres. Amo vocês #feliz3anospqsim
razaonj: vocês viajam né, a @dantorres nem liga mais pra ele gente
Parei de ler os comentários por que aquilo já tava ficando demais pra mim. Desnecessário o Júnior ficar postando essas coisas, mas tudo bem, o instagram é dele, ele posta o que quiser. Olhei as horas e já passava da 1h da manhã, portanto, já era 28.07 data que era pra comemorarmos nossos três anos de namoro. Lembrar disso mexeu comigo sim, não vou negar, mas isso é preciso. Como a Gabi do fc disse, se for pra dar certo no futuro, vai acontecer. Deixo nas mãos de Deus. Acabei ficando sem sono e "assisti" televisão por mais um tempo, mas logo dormi.
Acordei por volta das 7h30, já que hoje teria que trabalhar, mas entraria as 9h, continuei deitada, peguei meu celular e fiquei vendo meu instagram, mas sem continuar na loucura de ver os comentários daquela foto. Vi o post de um perfil de frases que eu sigo e achei que se encaixava perfeitamente na situação criada, mas também dava pra entender de outro modo. Salvei a foto e já a postei no meu perfil
dantorres: Bom dia!
Nem fiquei pra ver os comentários, por que obviamente elas ligariam uma postagem a outra e aquilo ia virar um inferno. Antes de fechar o app, vi que o Júnior tinha curtido, então já bloqueei a tela logo, pra não ter mais problema.
Levantei da cama, separei minha roupa e fui pro banheiro.[..] Me arrumei, passei uma maquiagem bem básica, peguei minhas coisas, fui pra cozinha, peguei só uma maçã e antes de sair, tirei uma foto ali no espelho, já postando logo depois, pra acalmar os ânimos lá no insta
dantorres: O trabalho nos chama!!
breathedantorres: como pode ser tão linda? meu Deus! Eu te amo
biaduartee: sem comentários pra sua beleza a essa hora da manhã
lovedamar: O JÚNIOR CURTIU, MEU DEUS, ESSE AMOR DE VCS AINDA VAI ME MATAR
guustavo92: quem vê pensa que é gente HAHAHAHA saudade hein
torcida_damar: OLHA, VOCÊS TRATEM DE VOLTAR, CASAR E TER MAIS FILHOS, EU NÃO SOU OBRIGADA A TORCER E FICAR FELIZ POR CURTIDAS, ME AJUDEM!! @neymarjr @dantorres
rafaella: saudade cucu, tá linda
principenj: rafaella mais falsa do que tudo, não cansa
nandosilva: linda
Parei de ler os comentários, pois ia acabar me atrasando. Peguei minhas coisas, minha maçã e saí de casa, indo pro CT.





Não me matem pela demora, please!!
Sei que demorei um século pra postar, mas é que não consegui mesmo.
Me perdoem, porfa.
Não sei se vocês viram, mas tem cap novo no blog da Clara também.
Essas foram as ultimas postagens do ano. Ambas sem graça,
mas só postei por que vocês mereciam esse retorno.
Obrigada pelos comentários e continuem dizendo o que acham e dando
sugestões, por que são sempre bem vindas.
NÃO ME ABANDONEM!
Feliz natal atrasado e um feliz ano novo. Que todos os sonhos de vocês se realizem
e que Deus continue sempre abençoando vocês.
Beijos e obrigada por não desistirem de mim!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

93º Capítulo - Não é pra mim. Dá uma chance pra você mesma!

Terminei de me arrumar, peguei minhas coisas e saí do quarto. Fui até a cozinha, comi um pedaço do bolo que eu havia feito ontem, lavei o que sujei, escovei os dentes e fui ver se estava tudo ok no apê. Peguei minhas coisas, chave e documento do carro, e saí.
[...] 
Cheguei no CT e os jogadores também estavam chegando pro treino. Cumprimentei alguns dos que estavam ali e entrei, fui direto pra minha sala e o Vitor estava lá
Dani: bom dia, senhor Vitor - ri e o cumprimentei
Vitor: bom dia, dona Dani - rimos - eu vou preparar a sala lá e aí você vai confirmando com o pessoal que vai participar, se está tudo ok e tal, pra gente não ter que se virar depois
Dani: tá, são só os três perfis, né?!
Vitor: isso, aí você entra pelo instagram do Santos mesmo e confirma com eles. Depois do almoço eu falo com o Gabriel, por que hoje eles tem treino as quatro de novo, então ele vai ter que correr pra cá
Dani: sim senhor, vai lá, que eu cuido disso, já falo pra eles testarem tudo né 
Vitor: melhor - eu assenti - tô descendo, o Piratinha vai estar comigo 
Dani: beleza, assim que eu terminar aqui, eu desço lá - ele assentiu, pegou suas coisas e saiu da sala. Liguei meu computador, comecei a fazer umas coisas que eu havia deixado pendentes na semana passada e já fui falar com o pessoal que iria participar do hangout com o Gabigol. Terminei de falar com eles, agradeci, saí do instagram do Santos, peguei minhas coisas e desci pra sala onde nós fazemos as entrevistas. Entrei na sala e o Vitor estava preparando tudo com o pessoal e o Piratinha
Pirata: e aí Dani - me cumprimentou
Dani: tudo bem, Pirata? - sorri
Pirata: tudo certo
Dani: e aí, você já falou com o Gabriel?
Vitor: não, eu ia até pedir pra você fazer isso pra mim, por que tô meio enrolado aqui, daqui a pouco acaba o treino, aí você vai lá - eu assenti e fui ajudando eles a organizarem tudo ali, até baterem na porta, a mesma se abriu e era a Bianca
Bianca: oi gente - sorriu e acenamos pra ela - Dani, o Dagoberto pediu pra avisar que tem uma nota pra lançar no site e a matéria sobre o treino de hoje
Dani: ah, beleza, ele mandou no meu e-mail?
Bianca: eu mandei quase agora, só vim avisar, por que não sabia se você ia voltar pra sala né, é que eles querem isso pra hoje - revirou os olhos e rimos
Dani: pode deixar Bi, daqui a pouco eu subo lá - ela assentiu, mandou beijo e saiu.
Na hora do almoço, fomos pro refeitório e nos sentamos depois de nos servirmos. Estava conversando com o pessoal e meu celular tocou, olhei e era o Fernando. Sim, meu ex. Estamos conversando a um tempinho, já saímos juntos algumas vezes e ele sempre dá suas investidas. Me levantei da mesa, fui pra sala de jogos e atendi
início:
Dani: oi Fe - me sentei ali no sofá
Fernando: tudo bem?
Dani: tudo sim e você?
Fernando: tô bem... e aí, Manuzinha já voltou? 
Dani: ainda não - fiz bico - tô morrendo de saudades já - ele riu
Fernando: imagino
Dani: mas e aí, ligou por que?
Fernando: ia te chamar pra jantar - riu, direto como sempre
Dani: hoje ainda é segunda, Nando
Fernando: e daí? todo dia é dia de jantar - eu ri - e aí?
Dani: tá, mas a gente não pode voltar tarde, por que amanhã vou entrar mais cedo
Fernando: você que manda - riu - passo pra te pegar as oito
Dani: tá, agora deixa eu almoçar, beijo
Fernando: desculpa aí - rimos - beijo, até mais tarde
Dani: atée
Fim
Coloquei o celular no bolso e voltei pro refeitório. Terminei de almoçar, fui no banheiro dali mesmo, só lavei a boca, até por que, ainda tinha que falar com o Gabriel e eu não ia subir, pra descer de novo. O pessoal foi indo pra sala de novo e eu fui atrás do Gabriel, que estava indo pra sala de jogos
Dani: Biel - ele olhou pra trás e sorriu
Gabigol: vou dar entrevista agora não, marca outro horário - eu fiquei o olhando e ele riu - fala, dona Daniela - me deu um beijo na bochecha
Dani: eu estou muito bem tá - ele riu
Gabigol: eu sei, eu também tô
Dani: moleque abusado - ri
Gabigol: fala logo fia, tenho que descansar
Dani: se acha O jogador, coitado - rimos - então, o Vitor pediu pra avisar, que como o hangout vai começar as seis e o treino é as quatro, você vai ter que ir fedido mesmo - ele me olhou sério - o que foi?
Gabigol: fedido mano? olha pra mim, eu solto perfume até quando arroto, se liga - eu gargalhei
Dani: minha maturidade não ouviu isso - ele riu - bom, tá avisado e eu acabei de lembrar que fiz merda
Gabigol: só faz merda mesmo, unica coisa boa que você fez, foi a Manu
Dani: vai se ferrar - rimos
Gabigol: cadê ela?
Dani: tá com o pai
Gabigol: tadinha, mamãe ficou triste, dá um abraço aqui, dá - veio me abraçar e eu o empurrei
Dani: sai menino - ri - tá todo suado
Gabigol: fresca - bagunçou meu cabelo
Dani: tá, agora deixa eu ir, por que diferente de certas estrelinhas, quem trabalha de verdade, não tem descanso - ele riu
Gabigol: sai daí, velha - rimos, dei um beijo na bochecha dele e fui saindo - ow - me virei - é seis horas? - eu assenti - beleza - saí dali e subi pra minha sala. Escovei os dentes lá no banheiro, saí e já fui colocar a nota e as notícias no site.
[...]
Por volta das quatro da tarde, estávamos na sala, terminando de organizar e divulgando no twitter e também no instagram, o hangout do Gabriel. Como eu havia esquecido que começaria as seis, mandei mensagem pro Fernando, pedindo pra ele passar as oito e meia e não as oito, vi a mensagem da Bia e lembrei que ela havia dito que iria lá em casa hoje. Puta merda, mais enrolada que eu, não existe. Mandei mensagem pra ela, pedindo pra ir amanhã, dei a desculpa de que ela iria aproveitar pra ver a Manu hehe.
Quando foi umas cinco e meia, o Gabriel chegou ali na sala
Dani: fugiu do treino, só pra conseguir tomar banho antes - gargalhei
Gabigol: eu queria saber onde tá a graça disso, você é ridícula, cade sua maturidade? nem parece que é mãe, seja profissional - passou por mim e me empurrou
Dani: menininha - o Vitor riu
Gabigo: cala a boca - riu
Preparamos tudo lá e iniciamos o hangout. Eu fui fazendo as perguntas do pessoal das redes sociais e o Vitor ia intercalando entre os três donos dos perfis de fã clubes do Santos, pra fazerem as perguntas. Terminamos eram quase sete hora. Ajudei eles a arrumarem ali, peguei minhas coisas na minha sala e saí voada. Cheguei em casa em vinte minutos. Comi alguma coisinha, fui pro quarto, separei uma roupa e fui tomar meu banho.[...] Terminei de me arrumar, passei um perfume e fui pra sala. Olhei as horas e eram oito e quinze, peguei meu celular, fiquei vendo o feed, até o Fe mandar mensagem, avisando que estava lá embaixo. Guardei meu celular na bolsa, peguei minha chave, apaguei as luzes, saí, tranquei tudo lá e desci. Cumprimentei o Marcelo na portaria e saí, já vendo ele fora do carro, me esperando
Dani: que isso hein, bem pontual - ri e o cumprimentei
Fernando: sempre fui - riu e me olhou de cima a baixo - tá linda - sorriu
Dani: obrigada - sorri também
Fernando: vamos?
Dani: partiu - ri e ele abriu a porta pra mim - quem vê pensa - gargalhei e ele riu
Fernando: só fiz, por que já tava ali - disse assim que entrou no carro
Dani: eu sei - rimos e ele deu partida.
Chegamos no restaurante, em São Paulo e esse eu não conhecia antes. Ele falou com a moça lá, que nos levou até uma mesa, que tinha vista pro lado de fora. Nos sentamos um de frente pro outro e o Fe já pediu um vinho
Fernando: e aí, como tá lá no Santos?
Dani: ah, tá tranquilo, tô a um pouco mais de três meses lá, mas tô bem entrosada com o pessoal - sorri
Fernando: que bom, gosto de te ver bem assim - me encarou e eu fiquei sem graça, por que foi um olhar profundo e agradeci a Deus pelo garçom ter chegado na hora, com o vinho - obrigado - acenou, ele nos serviu e saiu logo em seguida. 
[...]
Depois de jantarmos e conversarmos sobre diversos assuntos, pedi pra tirarmos uma foto, antes da sobremesa. Fui ao lado dele e ele pediu pra um dos garçons tirar. O rapaz tirou e me devolveu o celular
Fernando: pode postar hein - voltei pro meu lugar
Dani: pensa que manda em alguma coisa - ri enquanto editava a foto pra postar
Fernando: eu tenho a preferência - riu
Dani: coitado - o acompanhei e postei a foto
dantorres: Aquele jantarzinho de leve @nandosilva
torcida_damar: como assim? você voltou com ele? diz que não Dani
principenj: isso fia, segue sua vida, apoio muito, desde que não seja com meu ídolo
biaduartee: ah, agora eu entendi o imprevisto hahahahah aproveita
myairdanit: aproveita meu amor, se estiverem juntos, que sejam muito felizes
guipitta: moiô
usermac: perdeu playboy @neymarjr
jotace520: moiô
rafaelcardosob: fala pra esse traíra atender o celular @dantorres
guustavo92: moiô
Fiquei rindo dos comentários e parei quando nossa sobremesa chegou. Comemos em meio a risos, por conta dos comentários e da raivinha do Rafa. Terminamos e o Fe fez questão de pagar tudo, nem discuti, por que com ele sei que não rola. Saímos de lá, ele pegou o carro, entramos, colocamos o cinto e ele deu partida.
Chegamos na frente do meu apartamento e o Fernando desligou o carro
Fernando: tá entregue - sorriu me olhando
Dani: obrigada Fe, adorei nossa noite - sorri também, encostando minha cabeça no banco e o olhando - agora deixa eu ir, por que eu tô cansada - tirei o cinto
Fernando: Dani - o olhei e ele ficou me encarando por alguns segundos, até eu sentir seus lábios nos meus. Até pensei em recuar, mas ele acabou me envolvendo e coloquei minha mão em sua nuca. Paramos quando a falta de ar nos interrompeu e ele me deu um selinho
Dani: Fe... - o olhei
Fernando: vamos tentar, Dani - passou a mão no meu rosto
Dani: eu, eu não sei
Fernando: dá uma chance po, mas, não pra mim. Dá uma chance pra você mesma!
Dani: Fe, me entende, é difícil
Fernando: eu sei, eu sei que você ainda ama, gosta do Neymar, sei lá, mas po, dá uma chance pra você ser feliz de novo. Não tô te pedindo pra me amar loucamente, de novo, longe disso, acho que nem seria possível. Mas sei lá, tenta seguir em frente, se não der certo pra gente, paciência, mas se dá uma chance - olhou nos meus olhos e eu não sabia o que dizer. O Fernando tem razão, eu não posso ficar me prendendo ao passado, por mais que eu ame o Neymar, eu não posso
Dani: não sei Fe, eu tô confusa, me dá um tempo pra eu pensar nisso
Fernando: tudo bem, mas pensa bem - sorriu e eu assenti sorrindo fraco - entrega pra Manu - pegou um embrulho dourado no banco de trás e me entregou
Dani: não precisava Fe, mas obrigada - sorri - agora deixa eu ir - peguei minha bolsa, que havia caído e abri a porta do carro - mais uma vez, obrigada
Fernando: eu que tenho que te agradecer - sorriu e sem nem pensar, me deu um selinho, nem falei nada, só saí do carro, fechei a porta e acenei pra ele, que esperou eu entrar no prédio e saiu com o carro. Subi pro meu apê pensando no que tinha acontecido no carro. Eu gosto do Fernando, não do jeito que gostava quando namorávamos, mas gosto, ele adora a Manu e ela adora ele também, mas não sei se consigo me envolver com ele assim.
Entrei no meu apê, fui pro quarto, guardei o presente da Manu, tomei um banho, coloquei meu pijama e me deitei, peguei meu celular e tinha mensagem do Júnior, abri e era áudio, provavelmente da Manu, então ouvi
"Oi mamãe, bem? tô aqui casa papai, tô xadadi, iamo, besso, tchau"
Falou tão bonitinha e eu fiquei com o coração tão apertado de saudade da minha princesa. Mesmo sendo de madrugada lá, mandei áudio pra ela, pois sei que quando acordasse, o Jùnior a mostraria
"Oi meu amor, mamãe também tá com saudade, mas amanhã você chega aqui e a gente mata ela, te amo, filha"
Saí do whats, com lágrimas nos olhos, típico de mãe coruja. Coloquei meu celular pra despertar e capotei.

Neymar POV on:
Acordei com o meu celular despertando, e logo desliguei, pra não acordar a Manu, que essa noite quis dormir comigo. Levantei da cama, deixei alguns travesseiros em volta dela, por que ela se mexe muito, e fui pro banheiro. Fiz minhas higienes, tomei um banho rápido, saí, enrolei a toalha na cintura e voltei pro quarto, peguei meu celular e fui ver o whats enquanto entrava no closet. Ouvi o áudio da Dani e bateu uma puta saudade dela. Espero que o destino saiba o que está fazendo. Peguei minha roupa, me vesti ali mesmo, peguei meu celular novamente e entrei no insta, vi que haviam me marcado em comentários e fui ver o que era, me arrependi. Era na foto da Dani, que ela havia postado com o Fernando, logo com ele. O cara que eu mais odeio, não acredito que ela tá tendo alguma coisa com ele. Fechei o instagram e essa maldita foto não saia da minha cabeça, fiquei puto! Respirei fundo e me acalmei, até por que, ela não tem que ficar sozinha o resto da vida e nem pode. Ela merece alguém, mas porra, não esse cara! que merda. Mas também, eu não posso falar nada, tô fazendo o mesmo né.
Terminei de me arrumar e fui acordar a Manu
Júnior: filha - passei a mão em seu rostinho - bebê - a virei e ela se mexeu - Manu, acorda, vamos com a mamãe - assim que terminei de falar, ela abriu os olhos, acho que tem mais alguém com saudade haha - vamos ver a mamãe? - ela assentiu coçando os olhinhos e se sentou na cama - bom dia
Manu: dia papai - eu ri
Júnior: vamos tomar banho?
Manu: aham... é, eu, eu vô vê a mamãe?
Júnior: vai, você não tá com saudade dela?
Manu: eu tô - balançou os ombrinhos
Júnior: então - peguei meu celular - olha o que ela mandou pra você - mostrei o áudio pra ela, que sorriu e colocou as mãozinhas na boca, o que me levou a rir - viu? - ela assentiu - então vamos
Manu: a tia Mai vai? - perguntou enquanto descia da cama
Júnior: tia Mari vai - a ajudei e ela colocou seu chinelinho. Fomos pro banheiro, a ajudei a tirar a frauda, que agora ela só usa pra dormir, liguei o chuveiro e ela foi tomar seu banho - não molha muito o cabelo, tá? - ela assentiu - vou pegar sua roupa e já volto pra dar seu banho
Manu: bom - eu ri e saí de lá. Fui no quartinho dela, separei sua roupa e levei pro meu quarto. Voltei ao banheiro e ela estava brincando de jogar a água pra cima
Júnior: assim não, filha - ela se assustou e eu ri - desculpa
Manu: ai, suto papai - colocou a mãozinha no peito e riu. Ajudei-a a tomar banho, a enrolei na toalha, sequei ela, a vesti e ela estava pronta, menos o cabelo, que é a parte mais difícil, pelo menos pra mim hahaha
Júnior: e esse cabelo aí? - a olhei
Manu: dessa sim
Júnior: solto? - ela assentiu - então vem só secar ele - ela veio até mim, sequei seu cabelo, dei só uma penteada e o deixei solto - vamos tomar café? - ela assentiu - bora então - coloquei meu celular no bolso, peguei ela no colo e peguei meu boné, o colocando logo em seguida. Desci com ela direto pra cozinha e a Ma já estava lá - bom dia, Mazinha - dei um beijo em sua bochecha e a Manu fez o mesmo
Marcela: bom dia meus amores - sorriu
Manu: dia tia Ma - sorri e me sentei com ela. Estávamos tomando nosso café e logo a Marina desceu, se juntando a nós
Neymar POV off.

Depois de tomar meu café, peguei minhas coisas e voei pro CT, já que acordei atrasada. 
Cheguei lá, fiz o que tinha pra eu fazer, depois almocei com o pessoal e voltamos ao trabalho. Quando foi por volta das 14h30, eu já estava livre. Me despedi do pessoal, fui pro meu carro e antes de ir pra casa, aproveitei pra dar uma passada no mercado, já que minha bebê tá voltando e a Bia e o Gil vão nos fazer uma visita. [...] Comprei tudo que eu achei que precisava e fui embora. Entrei no apê e meu celular começou a tocar, corri pra cozinha, pra deixar as sacolas e cacei ele na minha bolsa. Achei e era o Júnior ligando, então atendi
Inicio:
Dani: oi
Júnior: oi, tá ocupada?
Dani: não, é que eu acabei de chegar do mercado, tava meio enrolada - ri
Júnior: ata... era só pra avisar que já chegamos no Brasil, a gente tá aqui em São Paulo e mais tarde eu desço com ela - desanimei
Dani: tá, tudo bem, só não demora muito, por que eu tô morrendo de saudades dela - ele deu uma risadinha
Júnior: tá bom
Dani: e ela tá bem?
Júnior: tá sim, tá dormindo aqui
Dani: então tá bom, até mais tarde
Júnior: até
Fim
É, vou ter que esperar mais um pouco... Fui guardando as coisas que havia comprado e aproveitei pra dar uma ajeitada na cozinha. Quando foi umas 17h30, a campainha tocou, fui abrir a porta e era a Bia e o Gil, com o Miguel
Dani: ai meu Deus, que coisa mais linda da dinda - ele riu e eu o peguei no colo
Bia: oi, viu - eu ri e a cumprimentei
Dani: oi meu gordinho - cumprimentei o GIl também
Gil: tudo bem, meu amor? - fechou a porta
Dani: tudo ótimo - me sentei com o Miguel
Bia: é, a gente viu ontem... saidinha com o Fe - riu
Gil: é, quero saber disso aí - disse sério e o olhei - tô falando sério
Dani: fica quieto - ri - enfim, a gente não tem nada, só saímos pra jantar
Bia: ah, só? - me olhou nada convencida
Dani: é ué - eles ficaram me encarando - vocês são insuportáveis... a gente se beijou - falei rápido
Bia: sabiaaa - riu e bagunçou meu cabelo
Gil: caindo no meu conceito
Bia: cala a boca, deixa ela - ele riu - conta
Dani: ah, mas não tem nada de mais, foi só isso, ele quer que a gente tente alguma coisa, mas eu não sei - brinquei com o Miguel
Bia: e o que te impede?
Gil: eu - eu gargalhei e ele riu - otária
Dani: ah, sei lá
Bia: se for pro causa do Juninho, nem vem, por que isso não tem nada a ver, faz mó tempo que vocês estão separados, eu sei que o sentimento fica, mas você não pode ficar se prendendo a isso. Ele tá vivendo a vida dele, lindo lá e você vai ficar se privando aqui? nada disso, pode tentar alguma coisa com o Fe sim! vai que dá certo, Dani - eu fiquei pensando e olhei pro GIl
Gil: nem me olha, não vou falar nada, por que contra a Beatriz, não há argumentos - eu ri
Bia: idiota - riram também - mas é isso
Dani: não sei, vou pensar nisso - sorri
Gil: e minha afilhada, não chega?
Dani: Júnior disse que estão em São Paulo, deve ter ido pra algum lugar
Bia: vou bater nesse menino, tô morrendo de saudade da Manu e ele enrola - eu ri
Dani: deixa eu te mostrar o áudio que ela mandou ontem - peguei meu celular e mostrei pra eles
Bia: ai meu Deus, "xadadi", que coisa mais linda
Gil: aqui casa papai - riu - ela tá mó esperta né, nem parece que é filha de vocês - riu e eu o olhei séria - te amo
Dani: ridículo - ri e a campainha tocou - alá, deve ser eles, abre lá
Gil: folgada - levantou e foi abrir a porta, e eram eles - eaee major - deram uns toques loucos lá e ele pegou a Manu no colo - oi princesa, dá beijo no padrinho - ela deu um beijo na bochecha dele
Manu: cadê o Guel? - eu ri
Gil: tá lá com a tua mãe - apontou - entra carai - falou pro Júnior, que entrou e ele fechou a porta
Manu: mamãae - falou toda empolgada e o Gil a colocou no chão, ela veio correndo pra mim
Dani: que saudade, filha
Manu: oi Guel - falou baixo e passou a mão no rostinho dele, que deu um de seus gritinhos, nós rimos. Perdi a atenção
Dani: pega aqui, Bi - dei o Miguel pra ela e a Manu foi junto, o Gil gargalhou - Manu - ela me olhou - você não tava com saudade da mamãe? - ela sorriu
Manu: eu tô - veio correndo e me abraçou super apertado
Dani: mamãe tava morrendo de saudade de você - dei um monte de beijinhos nela, que só ria
Júnior: oi Dani - veio até mim e me deu um beijo na bochecha
Dani: e aí - sorri e olhei pra Manu de novo
Gil: e aí Juninho, daqui a pouco eu tô voltando hein
Júnior: é, tá se aproveitando demais dessas férias aí - riram e foram indo pra varanda
Bia: dá um beijo na dinda, Manu - ela desceu do meu colo e foi falar com a Bia
Manu: oi dida - sorriu e deu um beijo nela
Bia: oi meu amor, você tava com saudade da dinda?
Manu: eu tava - balançou os ombrinhos e eu sorri
Dani: deixa sua madrinha, vem aqui falar com a mamãe - ela riu e veio até mim - como foi lá? foi legal?
Manu: foi - assentiu - a tia Mai foi - me olhou e só aí me dei conta de que não tinha perguntado sobre a Mari
Dani: é, eu sei que ela foi - sorri - e vocês passearam lá?
Manu: sim.. é, papai... foi o zogo, ei fezi gol - levantou os bracinhos
Dani: ah, ele fez gol? - ela assentiu - que legal, filha - sorri - e vocês foram aonde agora?
Manu: que?
Dani: você tava aonde hoje?
Manu: no vião - fez gesto de como se fosse óbvio e eu ri
Bia: toma -riu
Dani: e depois, onde você foi?
Manu: foi a casa, tia, é, não xei... péí mamãe - desceu do meu colo e fez sinal pra eu esperar, indo em direção a varanda
Bia: gente, ela tá muito esperta - riu e a Manu voltou ali com o Júnior
Júnior: o que foi, filha?
Manu: papai, é... zenti foi casa quem? - o olhou e percebi que ele ficou meio assim
Júnior: ah, da tia Lore - falou meio sem graça e me olhou
Manu: é mamãe, a tia ói - me olhou
Dani: ah é? que legal filha - ri fraco e olhei pro Júnior, que foi lá pra fora
Bia: ela é lega, Manu? - a olhei e ela riu
Manu: é.. mazi, mazi, ela deu besso papai - me olhou. Eu preferia não ter escutado nada. Tudo bem que eu já tinha quase certeza de que ele estava tendo alguma coisa com essa Lorena, mas não imaginava que seria tão sério, a ponto de levar minha filha na casa dela
Bia: mas ela é mais legal que a dinda?
Manu: não dida - eu sorri
Bia: ah, então tá bom - sorriu e vi que o Miguel tinha dormido
Dani: coloca ele no quarto da Manu - ela assentiu, pegou as coisas dele e foi lá, o Gil apareceu ali
Gil: Dani, Juninho tá te chamando - o olhei e levantei, indo lá pra fora
Dani: oi
Jùnior: é... sobre a Lorena, eu... - nem deixei ele terminar 
Dani: relaxa, você não me deve explicação nenhuma, se envolve com quem quiser. Só dá uma segurada pra levar a Manu lá, nem conheço a menina e fico meio assim
Júnior: não, eu sei, mas pode ficar tranquila, ela é de boa - revirei os olhos mentalmente - desculpa por não ter falado nada antes
Dani: Júnior, tá tranquilo, já falei e você não tem obrigação nenhuma de me contar da sua vida, mas podia ter me falado que estava levando a Manu lá
Júnior: eu sei, foi mal - coçou a cabeça
Dani: de boa... era só isso? - o olhei e ele ficou me encarando. Alguém me tira daqui, por favor!!
Júnior: era sim - sorriu de canto e eu fui saindo
Dani: ah - me virei pra ele - felicidades - ele me olhou com uma cara estranha e voltei pra sala, a Bia já estava ali e me olhou - filha, mamãe tem que te entregar uma coisa
Manu: o que, mãe?
Dani: espera aí, a mamãe vai pegar - antes de ir pro quarto, vi o Júnior voltando pra sala. Peguei o presente que o Fernando deu pra ela e voltei pra sala - olha filha - a mostrei e ela veio correndo na minha direção - mandaram eu te entregar
Manu: quem? - pegou da minha mão e se sentou no tapete toda feliz
Dani: adivinha - ela me olhou
Manu: o vô? - eu ri
Dani: não foi o vovô
Manu: foi quem?
Dani: o tio Fernando - sorri e ela colocou as mãozinhas na boca
Manu: o tio Ando! - sorriu e a Bia riu, o Júnior olhou meio estranho - vô abi - eu assenti
Ela foi abrindo o presente e eu tirei foto, já postando no insta
dantorres: obrigada, tio "Ando" hahaha @nandosilva
Nem olhei os comentários, a Bia ajudou a Manu a abrir e era uma boneca, que ela adorou
Manu: ele veio casa meu, mamãe?
Dani: é "minha", filha, fala "minha"
Manu: minha
Dani: isso - sorri
Manu: ele veio casa minha? - nós rimos, menos o Jùnior
Dani: não amor, a mamãe foi passear com o tio Fernando
Manu: e não evou eu? - balançou as mãozinhas e eu ri
Dani: na próxima a mamãe te leva, tá bom?
Manu: bom - voltou a brincar com a boneca
Dani: Bi, me ajuda a preparar uns petiscos pra gente?
Bia: claro, bora lá
Dani: fica de olho - disse pro Júnior, que assentiu e fomos pra cozinha




Me perdoem pela demora. Só consegui postar agora.
Vou ir adiantando aqui, pra terminar logo.
Sei que ficou meio sem graça, mas tô com umas ideias pra dar um UP na história. 
Só preciso que vocês confiem em mim.
No blog da Clara eu posto no domingo!
Comentem bastante e deem ideias, principalmente sobre a Dani e Fernando.
Beijos e não me abandonem!!