Páginas

domingo, 1 de outubro de 2017

97° Capítulo - Ninguém é obrigado a aguentar a cara de bunda que ela fica olhando pros outros

Dani: ai Bia, para de ficar falando desse jeito
Bia: mas é a verdade cara, olha o tanto de coisa que vocês já passaram juntos
Rafa: sou suspeita pra falar, mas concordo com a Bia
Dani G: e eu também 
Bianca: você é voto vencido, Dani, todo mundo aqui sabe que vocês tem que ficar juntos - ouvir essas coisas estava me deixando meio mexida, confesso
Dani: gente...
Bia: meu - me interrompeu - você vai negar pra gente e pra você mesma que isso não é o fim? olha como vocês se tratam, olha isso - me mostrou a foto de novo - em cada gesto de vocês, tem amor
Rafa: fora que nenhum dos dois quiseram chamar as pessoas que estão se envolvendo
Dani: isso não tem nada a ver - revirei os olhos
Bianca: amiga, se não tivesse, cada um estaria com seu par aqui, sem nem ligar pro que o outro ia pensar
Dani G: acho que nem preciso falar nada né - eu ri
Dani: vocês são ridículas, sério
Rafa: só estamos te ajudando, cunha
Dani: cala a boca - elas riram - gente, cadê minha filha?
Bia: serve aquela ali, dormindo no colo do pai? - apontou, eu olhei e vi ele com ela no colo, já dormindo e agarrada em seu pescoço
Dani: vou lá colocar ela na cama
Bia: o Miguel tá lá no berço dela
Dani: beleza - levantei e fui indo até o Júnior, que estava conversando com o Gui, Cris, Alvaro e Gil - quer que eu coloque ela lá em cima? - ele me olhou
Júnior: não, eu já estava indo lá
Dani: então vamos, eu vou com você, tem que tirar os presentes de cima da cama dela
Gil: meu filho já tomou conta do berço - rimos - dá uma olhada nele lá, Dani
Dani: pode deixar - dei um beijo na bochecha dele - o Be dormiu também, Gui?
Gui: dormiu nada, tá com a minha mãe brincando em algum canto junto com o Fran
Júnior: vamos lá então - me olhou e eu assenti - já volto aí
Cris: vai lá major - saímos dali e fomos entrando, subimos as escadas, eu abri a porta com cuidado e acendi a luz bem fraquinha, pra não incomodar o Miguel. Tirei alguns presentes que tinham ali na cama dela, arrumei direitinho e o Jú a colocou deitada na cama
Júnior: acho que ela não acorda não né - me olhou
Dani: certeza que não, está tão cansada que deve acordar só de tarde amanhã - rimos - vamos? - fui saindo e ele me puxou
Júnior: calma - eu o olhei - você viu a foto?
Dani: que foto? - será que é a mesma?
Júnior: que um fã clube postou, nossa - eu fiquei o olhando
Dani: ah, vi - fiquei tensa e meu coração começou a disparar, o que é isso Daniela?
Júnior: você concorda? - olhou no meu olho
Dani: com o q-que?
Júnior: com o que ela escreveu - ele colocou uma mecha de cabelo atrás da minha orelha
Dani: Júnior... - fechei os olhos - agora não, por favor - o olhei
Júnior: depois das olimpíadas a gente pode conversar? - disse com as mãos no meu rosto e eu assenti - tudo bem - me deu um beijo na testa - te amo
Dani: eu também te amo - sorrimos e ele ficou me encarando - vamos agora? - ele riu fraco, eu também, dei uma olhadinha no Miguel, como o Gil pediu e nós saímos do quarto, indo direto lá pra baixo. Ele voltou com os meninos, que já não estavam mais só eles e eu fui com as meninas, que já estavam acompanhadas da minha mãe e da tia Na.
Bia: pra quem só ia colocar a Manu pra dormir, vocês até que demoraram né - elas riram
Dani: vai a merda - me sentei com elas
Ana: filha, que foto linda hein, eu amei - eu a olhei
Nadine: dá vontade até de fazer um quadro - eu gargalhei
Dani: vocês viajam
Rafa: você voltou do quarto bem felizinha né - elas me olharam
Bianca: algo aconteceu lá?
Dani: ele viu a foto - elas continuaram me olhando - perguntou se eu concordava com o que estava na legenda
Dani G: e você falou o que?
Rafa: claro que eu concordo meu amor, vamos nos casar e fazer mais um filho - me imitou e nós rimos
Dani: você é muito babaca - tia Nadine riu - eu não disse nada
Bia: não acredito nisso
Dani: eu não sabia o que falar - ela revirou os olhos - mas ele disse pra gente conversar depois das olimpíadas
Rafa: sinto um cheiro de damar no ar - elas riram
Dani: não dá pra falar com vocês
Bia: não acabou, não não - cantou e elas riram, eu não aguentei e ri também. Continuamos ali conversando e quando foi umas 2h os meninos decidiram ir embora, exceto Gil e Bia, Jota e Gustavo, que dormiriam aqui. O Júnior subiu pra descansar, já que ainda hoje tem que ir pro Rio se apresentar a seleção. Eu, a Bia e a Rafa demos uma ajeitada lá embaixo e depois subimos. A Bia foi pra um quarto com o Gil e eu fui pro da Rafa com ela, mesmo com o Júnior dizendo que eu poderia dormir com ele tranquila, mas quem aguenta né?! Tomamos um banho e fomos dormir

Sábado, 13 de agosto de 2017
Hoje tem jogo das quartas de finais das olimpíadas e eu vou pra Arena Corinthians com os meninos, a Rafa, tio Neymar e tia Nadine. Como o jogo é muito tarde, vou deixar a Manu com a Bia, mas vou deixar depois de muita insistência dela. Estava sentada no chão da sala com a Manu e a campainha tocou, levantei pra atender e era o Caio junto com o Felipe 
Dani: meu Deus, isso é miragem? - eles riram
Felipe: para de graça, palhaça - rimos e nos abraçamos
Caio: posso? - me soltei do Fe e o abracei
Dani: saudade de vocês, entrem - dei espaço, eles entraram - que milagre é esse? - disse enquanto íamos pra sala
Caio: a gente vai pro jogo da seleção na capital
Felipe: eae Manuela - disse quando percebeu que ela nem se deu conta de que eles estavam ali e eu ri
Caio: mó desligada - rimos e ela nos olhou
Manu: Lipe, Caio - sorriu e se levantou, abraçando os dois pela perna, eu sorri
Caio: como você tá grande - ela sorriu o olhando e ele a pegou no colo - dá beijo no primo - ela deu e foi a vez dele de sorrir
Felipe: ih, eu também quero hein - riu e o Caio se aproximou dele, a Manu o abraçou pelo pescoço e lhe deu um beijo também - tá tudo bem com você? - ela assentiu e nós nos sentamos no sofá, com ela ainda no colo do Caio
Dani: então, eu também vou pro jogo
Caio: sério? - assenti - tu voltou com o Juninho?
Dani: não né, mas somos amigos, ele me chamou
Felipe: amigos - riu e eu o olhei - falei nada - eu revirei os olhos
Dani: vocês nem vieram na festa da Manu hein meu
Felipe: não deu cara, juro, meus pais tinham ido pra Floripa e a gente teve que ficar cuidando da empresa, deu mó B.O lá, foi foda
Dani: que merda hein
Caio: mas a gente trouxe o presente dela - disse a colocando no chão pra brincar
Dani: não precisava né
Caio: quem tem que falar se precisava ou não, é ela
Felipe: Manu - ela o olhou - precisava?
Manu: o que Lipe? - fez o gesto com as mãozinhas
Caio: de presente pra você, precisava?
Manu: cisava - eu gargalhei e eles me acompanharam, ela riu sem entender, mas riu
Dani: tu é muito figura, filha - ela sorriu e voltou a brincar com suas bonecas
Felipe: se ela falou, tá falado - rimos - mas e aí, tu tá com o Fernando ainda então?
Dani: ah, tô, eu gosto dele
Caio: gosta, mas não ama - eu o olhei séria - qual é Dani, todo mundo sabe que tu nasceu pro Juninho
Felipe: eu raramente concordo com o Caio, mas ele tá certo
Dani: não sei por que vocês ficam falando isso, sério
Caio: vai dizer que tu não ama o Juninho?
Dani: meu, eu amo ele e todo mundo sabe disso, mas acabou ué, ele tá com outra pessoa, eu tô com outra pessoa e já era
Felipe: isso quer dizer muita coisa né, nossa 
Dani: cala a boca - meu celular começou a tocar, olhei na tela e era o Júnior chamando pelo facetime - filha, é o papai - aceitei a chamada e a entreguei o celular
Manu: papai - disse toda feliz
Júnior: oi meu amor, tudo bem?
Manu: aham - sorriu
Júnior: o que você tá fazendo aí?
Manu: tô, tô bincando - balançou os ombrinhos e pude ouví-lo rir 
Felipe: inteligente demais mano - riu
Manu: papai
Júnior: oi filha
Manu: sabe quem tá aqui?
Júnior: quem? - ele já mudou o tom, certamente porque está pensando que é o Fernando
Manu: o Lipe e,e o Caio - abriu um sorrisão e os meninos riram
Júnior: ah é? - ela assentiu - e cadê eles?
Manu: péia - fez o gesto com a mão e levantou do chão - olha aqui ó - ficou no meio dos meninos, pra que aparecesse os três na tela. Sério que ela só tem dois anos? meu Deus!
Júnior: eae seus manés - disse todo feliz e riu
Felipe: fala meu pato - riu
Júnior: me respeita né - riram - eae Caio
Caio: faala meu primo - eles riram e eu revirei os olhos
Júnior: sempre serei - riu, qual é o problema dele? - qual o milagre de vocês estarem por Santos?
Caio: ah, a gente vai ver uns pernas de pau jogarem lá no Itaquerão né - Júnior gargalhou
Júnior: babaca - riram - perna de pau é tu - ele riu - mas ae, sério mesmo que vocês vão?
Felipe: sério carai - eu dei um tapa nele - desculpa - colocou a mão na boca e eu ri
Júnior: minha filha aí ow - o Caio riu - vão ficar aonde?
Caio: na geralzona né mano
Júnior: fica lá no meu camarote, po, vai ter quase ninguém lá
Felipe: pra que? a gente gosta é de bagunça - riu - já combinei com o bonde, tá tudo certo
Júnior: beleza então mano, aí depois do jogo vocês vão lá no hotel, a gente vai ter um tempinho lá com visita
Caio: demorou moleque
Manu: eu também, pai? - rimos
Júnior: não filha, você tem que dormir, o jogo é muito tarde, mas outro dia você vai, tá bom? - ela assentiu meio triste - papai tá com saudade de você
Manu: eu também - ele sorriu - você, você tá com saudade da minha mãe também? - ele ficou quieto e o Felipe riu
Caio: te amo, Manu - o Júnior riu
Manu: tá, papai?
Júnior: eu tô, com muita saudade - a Manu virou o celular pra mim e ele sorriu
Manu: você também, né mamãe? - me olhou e eu assenti
Dani: aham
Júnior: você vai mesmo hoje né?! - perguntou pra mim
Dani: vou, a Bia disse que fica com a Manu
Júnior: vai com a minha mãe? - eu assenti - beleza então, eu vou desligar aqui, tenho que ir pra academia - levantou de onde estava - filha, amanhã o papai fala com você de novo, tá bom?
Manu: tá bom - assentiu
Júnior: falou aí pra vocês
Caio: falou Juninho
Felipe: falou meu pato - riu e o Júnior mostrou o dedo
Manu: pai, não pode - o repreendeu e eu ri
Júnior: desculpa filha - riu - tchau Dani - sorriu e eu quase morri com esse ser
Dani: tchau, até mais tarde
Júnior: até - eu sorri - tchau filha
Manu: tchau papai
Júnior: te amo tá?!
Manu: te amo também tá?! - ele riu e eu sorri
Júnior: tá bom meu amor, tchau - acenou, ela fez o mesmo e desligaram
Dani: pronto, matou a saudade do papai?
Manu: ainda não - eu ri
Dani: mas foi bom falar com ele né?! - ela assentiu e sentou no chão de novo
Felipe: com muita saudade - imitou o Júnior e o Caio riu
Dani: você adoram isso né
Caio: eu amo a sua filha - rimos e eu neguei com a cabeça. Ficamos ali conversando e quando foi 13h mais ou menos, saímos pra almoçar no D'boa.
[...]
Deixei a Manu na casa da Bia e fui com os meninos pro apartamento da tia Nadine. Chegamos lá, toquei a campainha e quem atendeu foi a Rafa
Dani: oi pretinha - nos cumprimentamos - trouxe umas malas junto - ela olhou pros meninos e riu
Rafa: e aí Fe - o cumprimentou
Felipe: tudo bem Rafa?
Rafa: tudo na boa - riu - oi Caio - fez o mesmo
Caio: e aí Rafa - sorriu e entramos
Dani: já estão prontas?
Rafa: eu já, só minha mãe que tá terminando - quando ela disse isso, a tia entrou ali na sala - não morre mais - rimos
Nadine: chegaram faz tempo? - disse me cumprimentando e depois os meninos
Dani: não, acabamos de chegar
Nadine: que milagre é esse que vocês estão por aqui?
Felipe: ah, ver um joguinho é sempre bom né - riu
Nadine: e os pais de vocês, estão bem?
Caio: estão ótimos, viajando como nunca - rimos
Rafa: a gente já pode ir?
Dani: acho que sim né, você tem que fazer mais alguma coisa?
Nadine: não, podemos ir, filha avisa o Big pra ele já ir preparando o outro carro - a Rafa assentiu - Dani, você dirige?
Dani: claro tia, sem problemas
Nadine: tá bom então, aí o Big vai com o outro logo atrás da gente
Dani: beleza
Rafa: já falei com ele mãe, vamos?
Nadine: vamos - elas pegaram suas coisas e nós saímos
[...]
Chegamos na arena por volta das 20h30 e os meninos já se juntaram com o Gil, Gui, Gustavo, Cris e Jota lá embaixo. Nós encontramos duas amigas da tia lá e o tio Neymar também
Neymar: e a Manu? - disse me olhando
Dani: ficou com a Bia, não dava pra trazer né, muito tarde pra ela
Neymar: é verdade, melhor não arriscar, porque a volta é mais demorada ainda né - eu assenti e ficamos conversando lá, todos juntos. Depois de um tempo os jogadores subiram pra aquecer e o Júnior logo tratou de nos encontrar ali, acenando em seguida, eu apenas sorri.
O jogo começou e foi tudo tranquilo. Graças a Deus vencemos por 2x0, com gol do Jù e do Luan e estávamos na semifinal das olimpíadas, algo que muita gente desacreditou, pelo inicio da campanha deles. Depois do jogo nos despedimos das amigas da tia, já que elas moram aqui na capital e já iam embora, o Fe me mandou mensagem e disse que eles estavam indo pro hotel com os meninos já. 
Rafa: vamos então?
Nadine: vamos, Neymar, você vai com o Big?
Neymar: vou, tenho que mostrar o caminho pra ele. Dani, vai seguindo a gente - eu assenti - então vamos - ele entrou no carro em que o Big já estava e nós entramos no carro da tia, eu fui dirigindo, assim como mais cedo. Fomos o caminho conversando e em 30 minutos chegamos na frente do hotel. Descemos do carro, dei a chave pro manobrista, assim como o Big, entramos lá, falamos com o rapaz que vestia um uniforme de comissão técnica da seleção e ele nos levou até a sala onde estariam os jogadores. Assim que entramos lá, já vi o Gabigol com o Thiago Maia, Zeca e o Gabriel Jesus conversando, olhei pro outro lado e vi o Júnior com uma loira, certamente a tal da Lorena e eu não sei descrever qual foi o meu sentimento na hora, só fiquei sem reação, porque por mais que eu soubesse sobre eles, ver os dois juntos é bem diferente, ainda mais depois do que rolou na festa da Manu. Mas tudo bem, ele deve ter se sentido do mesmo jeito quando me viu com o Fernando né. 
Dani: vou ali falar com os meninos, vamo lá, Rafa - ela ficou me olhando - é rápido
Rafa: tá, vamo vai, o Juninho tá com aquela mulher mesmo - eu ri e a puxei pelo braço, indo até os meninos
Dani: e aí meus meninos - ri - oi, prazer, Daniela - sorri e cumprimentei o Jesus
G. Jesus: oi, prazer - fez o mesmo
Gabigol: tá fazendo o que aqui ow? sai fora - eu fiquei o olhando e ele riu - te amo Dani - eu o ignorei e fui falar com o Maia - ô loco mano - eu ri
Dani: tudo bem, Maia? - perguntei depois de cumprimentá-lo
T. Maia: melhor impossível né Dani, com vitória não tem como estar ruim - rimos e cumprimentei o Zeca
Dani: e aí Livinho - ele riu
Zeca: aí não né, po, sou melhor - rimos
Dani: vocês todos já se conhecem né?! - disse me referindo aos meninos e a Rafa
Rafa: claro né, meu amor - eu a olhei e ela mandou beijo
Dani: oi, pivete - falei com o Gabigol e ele riu
Gabigol: não consegue ficar sem falar comigo né - eu ri
Dani: vai a merda moleque - os meninos riram
G. Jesus: cara folgado mano, se acha pra caralho - riu
Gabigol: fica na sua Jesus - riu - Dani, cadê minha namorada?
Dani: já falei pra tu parar de abuso com a minha filha, o pai dela tá ali, pergunta pra ele - a Rafa riu
Gabigol: cê é mó ruim mano - eu ri
Rafa: vamo lá falar com o Juninho - me olhou e quando olhei pra onde a tia e o tio estavam, vi que o Júnior estava junto, mas sem a menina
Dani: vamo - assenti - depois eu falo com vocês
Gabigol: ninguém te chamou aqui - eu dei um tapa na cabeça dele - ai Dani - riu
Dani: só pra deixar de ser babaca - sorri sínica - seus pais chegaram - disse quando vi os pais e a irmã dele entrando ali - se comporta, bebezão - os meninos riram e eu saí dali com a Rafa - impressão minha ou você e o Gabriel trocaram olhares ali? - a olhei
Rafa: que Gabriel? tá doida
Dani: Gabriel Barbosa, mais conhecido como Gabigol
Rafa: para com isso, você sabe que eu fico com o Lucas
Dani: ai ai - ri e chegamos até eles
Rafa: parabéns pelo gol, preto - deu um beijo nele e o abraçou
Júnior: obrigado preta - sorriu e me olhou - oi Dani - sorriu
Dani: oi  - sorri também e nos abraçamos - parabéns pelo gol e pela vitória né - desfizemos o braço
Júnior: valeu - sorriu e vi os meninos chegarem ali - caralho, vocês foram pra onde?
Gui: esse bosta do Jota, dois anos pra achar o carro no estacionamento - rimos
Jota: ah, mano, todo mundo podia ter prestado atenção nisso, não vem botar a culpa em mim - eu ri
Dani: tadinho do Jotinha - o abracei
Jota: tá vendo Dani, cai tudo pra cima de mim aqui
Gil: só não cai mulher - eu gargalhei
Felipe: menina escandalosa mano - riu depois de cumprimentar o Júnior, assim como o Caio também fez
Dani: ai, me deixa Felipe, eu hein - o Júnior riu e o Gil veio pro meu lado
Gil: como cê tá?
Dani: tô bem, meu amor - sorri e ele me deu um beijo na bochecha - e você e a Bia, tudo certo?
Gil: melhor do que nunca, mano, graças a Deus - sorriu
Dani: que bom, fico muito feliz por vocês - ele me abraçou de lado - ela ficou sozinha com os dois?
Gil: não, a Clara foi pra dormir lá, aí ajuda ela
Dani: ai que bom, minha mãe e tia Claro são anjos nas nossas vidas
Gil: eu que o diga - rimos
Júnior: Dani, chega aí - fui pro lado dele - vem cá - foi saindo de perto do pessoal e nos sentamos em duas poltronas que tinham vazias ali
Dani: diga - o olhei
Júnior: tudo bem com você?
Dani: tudo ótimo - sorri - e com você?
Júnior: ah mano, melhor impossível né - sorriu e eu acabei sorrindo junto - a Manu ficou de boa?
Dani: ficou, ela ama ficar na casa da Bia né - rimos
Júnior: fazer bagunça com o Miguel é o hobby preferido dela - eu ri - tu já pode matar a saudade que tava de mim - eu ri
Dani: que saudade? eu hein
Júnior: a Manu podia estar aqui, pra te impedir de mentir
Dani: eu só falei que tava com saudade pra ela não ficar falando muito - ri e ele ficou me olhando - o que? - ele riu
Júnior: você pode negar, tô acostumado - rimos - mas eu tava com saudade mesmo, saudade de tudo - ficamos sérios nos encarando e num momento de distração, que eu olhei pro lado, vi a tal da Lorena nos olhando
Dani: para com isso, tua namorada não tá gostando de você estar aqui falando comigo - ele revirou os olhos
Júnior: ah, para com isso mano, já falei que ela não é minha namorada, Daniela - disse nervosinho
Dani: que seja Júnior, você tá se envolvendo com ela, se não fosse algo sério ela nem estaria aqui - ele respirou fundo - eu vou voltar pra lá, não quero encrenca - ia levantar mas ele me segurou 
Júnior: fica aqui, eu tô conversando com você - me encarou
Dani: não meu, ela vai ficar me encarando, olha o jeito que ela tá ali - ele olhou
Júnior: deixa ela lá, é com você que eu tô falando
Dani: Júnior, eu não quero brigar com ninguém - ele riu - o que foi?
Júnior: no tempo da Bruna você brigava sem nem pensar duas vezes
Dani: acontece que com a Bruna eu brigava por algo que era meu
Júnior: e quem disse que eu não sou? - eu fiquei o olhando
Dani: para de fazer essas coisas, pra que isso? - passei a mão no rosto
Júnior: você sabe que eu te amo 
Dani: tá Júnior, eu também te amo, até a Manuela sabe disso - percebi que ele quis sorrir (e confesso que eu também) - mas nós decidimos nos separar, estamos com outras pessoas, outro momento
Júnior: a gente jurou que enquanto tivesse amor, teria chance de recomeçar - olhou nos meus olhos
Dani: eu sei
Júnior: então...
Gil: eu não queria atrapalhar meu casal não, mas a tia Nadine e o cabeça estão indo embora - o Júnior me olhou
Dani: eu vou lá já - levantei e o Júnior também - vocês vão ficar aí ainda?
Gil: eu acho que vou com vocês, os moleques estão querendo sair ainda - fomos indo até o pessoal
Dani: vocês vão com eles? - perguntei pro Caio e pro Fe
Caio: claro né, priminha - riu
Felipe: o Gui deixa a gente lá
Dani: tá bom, toma cuidado
Júnior: ih, eles não são mais crianças não ow
Dani: fica na sua - ele riu
Rafa: é, fica na sua e manda essa menina ficar também, porque ninguém é obrigado a aguentar a cara de bunda que ela fica olhando pros outros - eita porra, eu a olhei
Júnior: para de implicar com a menina mano
Nadine: não é implicância não, Juninho, você ali conversando com a Dani e a menina parecia que ia matar vocês só com o olhar
Dani: eu falei - ele me olhou
Júnior: ah, deixa ela mano, tô com paciência não, ela já vai embora também - o Gabigol chegou ali e cumprimentou o pessoal
Dani: já falou pro Júnior o que você vive falando pra mim? - o Gabriel arregalou os olhos e a Rafa gargalhou
Júnior: falou o que? é da minha irmã?
Gabigol: se liga ow - riu
Júnior: falou o que então? - olhou pra ele e depois pra mim
Dani: falou que a Manu é namorada dele - ele olhou pro Gabriel de novo
Júnior: ae Gabriel, já falei pra você parar com essas conversas hein mano - eu gargalhei - e tu fica rindo né - me olhou e eu fiz uma cara tipo "vou fazer o que?"
Gabigol: não - riu - ó, é que assim - o Júnior o olhou e ele riu - pera - parou de rir - tua filha é mó linda né
Júnior: tá mano, chega, mas para com essa merda aí de dizer que ela é tua namorada
Gil: é, pode parar mano, ela é namorada do Miguel
Cris: tá doido? o Fran já tá na fila
Gui: deixa o Be crescer mais um pouco e isso tudo muda - o Jùnior ficou quieto, só olhando de cara feia e a tia Na riu
Júnior: vocês são tudo cuzão né, um mais idiota que o outro - nós rimos, mas ele não - fica tudo achando graça aí, nossa - riu sem humor - pode parar hein mano - apontou pro Gabriel, que riu - tô falando sério, juvena
Gabigol: tá bom, desculpa - segurou o riso - vou parar, sogrão - riu e saiu dali, o Júnior ainda ameaçou ir atrás, mas desistiu
Júnior: filho da puta - os meninos riram - vocês dão risada né, quero ver quando tiverem uma menina - disse bravinho
Dani: esse teu ciume da Manuella é lindo, quero ver quando ela tiver maior - ri e ele me encarou sério - fofinho - mandei beijo pra ele, que acabou rindo
Júnior: falo nada
Neymar: é, não fala mesmo porque a gente tem que ir embora - deu um abraço nele - cuidado aí e me avisa quando estiver voltando pro Rio - o Jùnior assentiu
Nadine: tchau filho - fez o mesmo - me avisa também
Júnior: pode deixar, dona Nadine - eu ri - tchau preta - deu um beijo e um abraço na Rafa
Rafa: tchau e fala com aquela menina, não suporto ela não
Júnior: tá bom mano - riu - falou Cebola - deram um toque e se abraçaram - cuida delas lá hein mano
Gil: pode deixar irmão
Dani: muito que cuida hein - abracei o Júnior, que riu - tchau mané - dei um beijo na bochecha dele e ele, um no meu pescoço, eu não aguento!
Júnior: tem que cuidar sim - desfizemos o abraço - você já vai pegar a Manu agora?
Dani: não sei, vou ver - ele assentiu
Júnior: me avisa quando chegar lá 
Dani: sim senhor - ele sorriu
Big: os carros já estão lá na porta
Rafa: então vamo - dei um tchau coletivo pros meninos e saímos de lá. O tio foi no carro com o Big e eu a tia, Rafa e Gil fomos no outro. Dessa vez o Gil foi dirigindo e eu fui na frente com ele.[...]
Chegamos em Santos e o Gil entrou na garagem do prédio da tia com o carro, já que o meu estava lá dentro. Eu e o Gil nos despedimos da tia e da Rafa, entramos no meu carro (ele dirigindo) e partimos pro apê deles. 
Dani: ai, eu não sei se eu pego a Manu agora
Gil: ih, doida, dorme aí, amanhã você vai embora com ela, tá tarde pra você ir sozinha com ela embora - eu fiquei o olhando - eu não vou deixar você ir embora essa hora Dani - eu revirei os olhos - como você não discute comigo, já sei que vai ficar
Dani: mas a tia Clara tá lá, eu não quero atrapalhar
Gil: ah mano, cala tua boca, Daniela - eu ri
Dani: nossa Gil, tu já foi mais carinhoso comigo - ele riu
Gil: aprendi com você - rimos - bora pegar uns lanches porque eu tô morrendo de fome
Dani: somos dois - ele entrou com o carro no drive thru do mc, fizemos os pedidos, pedimos inclusive pra Bia, porque somos as melhores pessoas do mundo. Rachamos e saímos de lá. [...] Chegamos no prédio deles, o Gil foi falar com o porteiro, pra poder colocar meu carro lá dentro e logo voltou pro carro, entrando na garagem logo em seguida. Subimos de elevador, ele abriu a porta e não tinha ninguém ali na sala, mas logo vimos a Bia saindo da cozinha
Gil: alá, ela sente meu cheiro - eu ri e ele trancou a porta, dando um selinho nela em seguida
Bia: senti cheiro nenhum, só senti sede e vim beber água - rimos e ela me deu um beijo na bochecha - vocês demoraram
Gil: fome - levantou o pacote com os lanches - cadê sua mãe?
Bia: tá dormindo com eles lá no quarto do Miguel, grudaram nela - riu - tu vai dormir aqui, mi amor?
Dani: teu macho me obrigou
Gil: teu macho, me respeita - foi indo pra cozinha - amor, trouxe pra você também - falou um pouco mais alto
Bia: tá bom - disse no mesmo tom - tu dorme no quarto de hóspedes então - eu assenti - falou com o Juninho? - fomos indo pra cozinha
Dani: falei, mas depois te conto 
Gil: achei que eu também fosse seu melhor amigo ainda - eu ri
Dani: você é, babaca - a Bia riu - mas o papel de contar pra você, agora é do Júnior né
Gil: sacanagem, mano - rimos. Comemos os lanches ali, ajudei a Bia com os copos e depois fomos pros quartos. Fui no quarto do Miguel e ele e a Manu dormiam feito anjos junto com a tia Clara no colchão inflável que estava ali no chão. [...] Depois de tomar um banho e vestir a roupa que a Bia me emprestou, me deitei na cama e vi que tinha mensagem do Jùnior no meu celular, então abri
Esperando avisar que chegou em casa
Mas tá difícil né
Cheguei faz um tempo, senhor
Mas não em casa
Tá aonde?
O que vc tá fazendo acordado mano?
Onde você tá?
Meu Deus, vou dormir aqui na Bia
Ah, blz
Manu tá bem?
Tá sim, capotada com a tia Clara e o Guel
Kkkkkk parece você né
Só que não, trouxa
A gente precisa conversar né
Sobre?
Sobre hoje
Júnior, chega disso vai
Tu tem que focar nas olimpíadas
Vc sabe que se vcs não conseguirem
vão cair matando em cima de vc
Aff
Você só foge mano
Então me promete que depois das olimpíadas
a gente vai conversar sobre isso
Tá, tá bom, mas esquece isso
Foca nos jogos
Tá bom, mamãe
Hahaha idiota
Agora vai dormir, pq eu tô indo
Agr que já sei que chegou, eu vou mesmo
Boa noite
Beijo
Isso, boa noite
Beijo
Ainda respondi minha mãe, depois bloqueei a tela do celular e fiquei pensando no que vem acontecendo e nessas atitudes do Júnior. Não posso negar que isso mexe comigo, mas ele tem que entender que a nossa vida seguiu.





Posteei.
Sei que demorei, mas é porque não tive tempo, juro!
Espero que estejam gostando.
Acho que só deve ter mais uns 4 ou 5 cap. pra terminar a história.
Comentem aí.
Logo posto no blog da Clara também.
Beijos!







sexta-feira, 1 de setembro de 2017

96° Capítulo - Só vocês não perceberam que ainda não acabou

Dani: Júnior - cutuquei ele, que me olhou - vamo almoçar - ele olhou pra Manu, que também o olhava e assentiu - vem com a mamãe, filha - ela veio no meu colo e o Júnior levantou
Júnior: só vou lavar meu rosto e já vou - eu assenti e fui indo pra cozinha com a Manu
Dani: tá melhor, filha? - ela ficou me olhando, coloquei a mão em sua testa e ela já estava com a temperatura bem mais baixa. A coloquei na cadeirinha dela, me sentei ao seu lado e o Júnior apareceu ali
Júnior: meu Deus, meu prato preferido, eu tô bem feliz - rimos e ele sentou do outro lado da Manu
Dani: pode colocar teu prato já - disse fazendo o da Manu
Júnior: quer colocar pra mim não? - o olhei - por favor mano
Dani: continua folgado
Júnior: e você continua um amor de pessoa - o olhei e ele riu
Dani: cala a boca - ri também e coloquei a comida no prato dele - tá bom? - ele assentiu
Júnior: obrigado
Dani: a louça é sua - ele ficou me olhando e eu ri - você não é mais visita, se vira - disse dando a comida na boca da Manu
Júnior: Deus é mais, não me alimento mais aqui - rimos. Nem parecia que estávamos separados, parecia um dos dias normais que passamos em Barcelona - ow, Dani, sábado a gente podia fazer só um bolinho pra Manu né - o olhei - eu vou estar jogando no dia do aniversário dela
Dani: é mesmo né - fiquei pensando
Manu: mais - o Júnior riu e eu dei mais comida a ela
Dani: tudo bem então, a gente faz e chama só o pessoal mais próximo mesmo
Júnior: isso, aí se você quiser, a gente faz a festa depois das olimpíadas
Dani: por mim, só o bolinho tá bom, a não ser que você queira fazer algo a mais depois
Júnior: a gente vê então - eu assenti - você vai vendo as coisas e me avisa se precisar de algo
Dani: tá, mas vai fazer aonde? aqui tá muito em cima da hora pra reservar o salão
Júnior: pode ser no Guarujá ué, tranquilo
Dani: ah, beleza - ficamos ali conversando e almoçando, o Júnior terminou a comida dele e se dispôs a terminar de dar a da Manu, enquanto eu comia a minha. Depois de terminarmos, juntei a louça e ele foi lavar, enquanto eu fui colocar uma roupa na Manu. Estava saindo do quarto dela e ouvi a campainha. Coloquei ela no chão, que foi pra cozinha e fui atender, era o Fernando - oi - estranhei vê-lo ali, pelo jeito que saiu daqui ontem né
Fernando: desculpa por ontem - me deu um selinho e entrou
Júnior: é o avião da Manu - disse entrando ali com ela, a fazendo de avião e parou quando viu o Fernando na porta
Fernando: o que esse cara tá fazendo aqui de novo? - eu fechei a porta e o olhei, o Júnior continuou do mesmo jeito, com a Manu no colo
Dani: como assim, o que esse cara tá fazendo aqui? - ri - ele é pai da Manuella e vai vir aqui quantas vezes ele quiser
Fernando: ah, tá assim já? - o Júnior colocou a Manu no chão - só não esquece de terminar comigo antes de voltar pra ele hein
Júnior: você tá louco? respeita a Dani e respeita a minha filha! - disse meio calmo e percebi que foi pela presença da Manu ali
Fernando: quer pagar de bom pai e amiguinho - riu
Dani: Fernando, chega meu
Júnior: Dani, eu vou embora
Manu: papai, fica
Fernando: é, vai mesmo
Dani: não Júnior, quem vai embora é o Fernando, porque ele tá precisando esfriar a cabeça - disse o olhando
Júnior: não Dani
Dani: você fica - o Fernando riu
Fernando: já sei bem onde isso vai parar
Dani: depois a gente conversa - abri a porta - agora vai embora, por favor - ele ficou me encarando - vai - ele negou com a cabeça e saiu dali, eu fechei a porta logo em seguida
Júnior: desculpa mano - sentou no sofá
Dani: desculpa por que? o errado é ele, tô na minha casa e ele quer ficar controlando quem vem aqui - me sentei no outro sofá
Manu: olha mãe - disse mostrando o joguinho no celular do Júnior e eu nem tinha visto ela com ele na mão
Dani: que legal filha
Júnior: por isso eu sempre digo que não gosto desse cara
Dani: tá, eu sei, não precisa repetir - ele riu
Júnior: eu vi o que você postou lá no insta, obrigado - sorriu e puta merda! que sorriso maravilhoso
Dani: não precisa agradecer, só disse o que eu sei e sinto - sorri - não acho justo te crucificarem por uma coisa que nem sabem
Júnior: você não existe mesmo
Dani: bom - tentei mudar o assunto porque o clima já estava mudando - eu vou falar com as nossas mães, a Rafa e a Bia pra resolver as coisas da festinha dela
Júnior: tá bom, aí eu peço pra elas me avisarem se precisar e você também - ele olhou no outro celular que estava em seu bolso, que parece ter vibrado, acho que leu o que tinha ali e me olhou - é, deu minha hora - deve ser a Lorena né - me leva até a porta? - levantou e eu me levantei também
Dani: claro
Júnior: filha - a Manu o olhou - o papai já vai
Manu: não vai - negou com a cabeça, olhando pro celular e eu ri
Júnior: o pai tem que ir, amor - ela o olhou - eu deixo o celular com você - se existe um pai que mime a filha, mais do que ele, eu desconheço
Dani: faz isso não - coloquei a mão no rosto e ele riu
Júnior: quando ela largar, você guarda - eu revirei os olhos - pode ser? - perguntou pra ela
Manu: pode - assentiu e rimos
Júnior: então dá um beijo no pai - ela se levantou do chão e foi até ele, que a pegou no colo - beijo - ela deu um beijo na bochecha dele, que retribuiu - cuida do meu celular, viu?
Manu: viu - assentiu e eu sorri vendo os dois ali, amo tanto isso
Júnior: te amo, tá?
Manu: amo também - rimos
Dani: vem com a mamãe, filha - ela veio pro meu colo. Fomos até a porta, abri e mesma e o Júnior saiu, já chamando o elevador
Júnior: não esquece de me avisar - me deu um beijo no rosto
Dani: pode deixar
Júnior: tchau filha - deu um beijo na testa da Manu
Manu: tchau - deu um beijo na bochecha dele e eu sorri
Júnior: tchau - acenou pra mim e entrou no elevador. Entrei com a Manu, fechei a porta, a coloquei no chão e ela se sentou no sofá, com o celular do Júnior ainda. Peguei o meu, entrei no whats e fiz um grupo com a minha mãe, tia Nadine, a Rafa e a Bia.
Oláa, alguém aí?

Nadine
Oi Dani, pode falar

Mãe
Oi filha

Vou precisar da ajuda de vocês
Tipo um foguete

Preta
Ajuda?
Pra que?

Bia
Manda cumadi

Júnior veio aqui hoje e a gente
decidiu fazer uma festinha pra Manu
no sábado

Preta
JÁ QUERO PRA ONTEM

Nadine
Essa Rafaella não tem jeito

Hahahahaha
Então, só que temos que correr né
Não tem muito tempo

Mãe
E qual é a ideia de vocês?

Bia
Vai ser aonde?

Coisa simples, só pra ele estar junto né
Vai ser no Guarujá mesmo, só pra gente
Depois das olimpíadas a gente faz algo maior

Nadine
Já podemos começar a procurar as coisas hj

Mãe
Vamos nós duas atrás disso então Ná
Resolvemos sobre os comes e bebes

Nadine
Pode ser Ana, já adianta algumas coisas né

Bia
Eu e a Rafa podemos ver a decoração então

Preta
ISSO
Qual vai ser?

Ai gente, não sei
Manuella é louca na galinha pintadinha né

Preta
Vai ser essa então, a mais fácil de achar

Kkkkkkkk
Tá, então vocês vão atrás disso hoje mesmo?

Nadine
Por mim, sim

Bia
O Miguel tá com o Gil, então tô livre

Preta
Bia, passo aí com o Big então

Mãe
Ná, vou combinar com você no particular

Nadine
Tá bom

Faço o grupo pra isso e ela quer falar em particular

Mãe
Para de reclamar, pra mim é mais fácil

Bia
Rafa, pode vir, só me avisa a hora

Vocês são as melhores, sério
Eu vou vendo o resto das coisas
E vou convidando o pessoal
Se precisarem de algo, me avisem

Nadine
Fica tranquila Dani
Manuzinha vai ter a festa simples mais linda possível

Preta
Isso aí, deixa com a gente

Ok então
Obrigada meus amores
Agora vou ver o que consigo fazer aqui

Mãe
Se quiser, pode deixar a 
Manu com o seu pai

Tá bom, eu te ligo
Beijos meninas

Bia
Beijo

Preta
Beijo cunha

Nadine
Beijo, dá beijo na Manu também

Mãe
Beijo filha

Rafaella, vai a merda

Preta
KKKKKKKKKKK
TE AMO

Nem respondi mais ela, bloqueei a tela do meu celular e fiquei pensando no que eu iria fazer primeiro
Manu: mamãe - eu a olhei - cadê papai?
Dani: papai foi embora filha, você viu
Manu: mas, mas é dele - me entregou o celular
Dani: posso guardar pra dar pra ele então? - ela assentiu - vou guardar então, tá?
Manu: tá
Dani: quer assistir desenho? - ela assentiu de novo
Manu: gainha titadinha - eu ri
Dani: vou colocar então - peguei o dvd, coloquei ali na sala mesmo, ela deitou no sofá e ficou assistindo. Peguei meu celular fui falar com o Júnior
Júnior?
Oi, é a Lorena, ele tá no banho
Ah, tá bom então
Depois falo com ele
Obrigada
Nada linda rs

Respirei fundo e tentei não me importar com nada disso. Fiquei ali tentando resolver algumas coisas, fui respondendo as meninas com algumas duvidas que elas tinham e meu celular tocou, era o Jùnior, atendi
Início
Dani: oi
Júnior: oi, queria falar comigo?
Dani: queria, mas tua namorada disse que você tava no banho ele respirou fundo
Júnior: eu tava colocando meu carro pra dentro... - que namoradinha sínica né - e ela não é minha namorada - olha só, tá lendo pensamentos
Dani: tá, que seja, era pra falar sobre a festa da Manu
Júnior: pode falar
Dani: você tem preferência do horário pra começar?
Júnior: não, não tenho não, só não pode acabar muito tarde, porque no domingo tenho que ir cedo pro Rio
Dani: não, isso eu sei, então pode ser a partir das cinco da tarde né, acho que até as dez já dá pra acabar tudo
Júnior: ah, dá sim, tranquilo, tá precisando de alguma coisa?
Dani: não, as meninas já estão vendo tudo e nossas mães estão cuidando das comidas e bebidas
Júnior: ah, minha mãe veio me perguntar se eu preferia churrasco ou salgados, falei que podia ser os dois né
Dani: é, tanto faz, eu sei que sem churrasco você não vive né - rimos - é, Júnior, só pra te avisar que eu não vou chamar o Fernando tá, mas se você quiser chamar a - ele me interrompeu
Júnior: eu não vou chamar ela também, é coisa nossa, não se preocupa
Dani: eu ia dizer que você podia chamar ué
Júnior: mas eu não vou chamar, é melhor
Dani: você que sabe, então vou resolver tudo e te aviso, você fala com os meninos?
Júnior: falo, falo sim
Dani: beleza então, beijo
Júnior: beijo
Fim

Será que ele pensou que eu ia pedir pra não levar ela? ah, que se dane também, garota doida, o que custava dizer que ele estava colocando o carro pra dentro? eu até poderia (tentar) me dar bem com ela, mas depois dessa, esquece!
Fiquei o resto do dia falando com o pessoal que iríamos convidar e dando opiniões no que as meninas me mandavam. a Rafa disse que conseguiu um buffet mesmo sendo em cima da hora, disse que a decoração disponível é simples, mas não deixa de ser linda. Amanhã eles vão no Acapulco, dar uma olhada no espaço, pra ver como vão usar. Dona Ana e Dona Nadine contrataram uma empresa de brinquedos, pra colocar no jardim e na área da piscina. Tem como fazer algo simples com elas? não né. Pois é. Terminei de falar com elas e quando olhei no relógio, já passava das 20h, então fiz uma comidinha pra dar pra Manu, dei um banho rápido nela, já que ela iria pra escola amanhã, porque aparentemente já está bem melhor. Depois de ter dado o banho, fomos pra cozinha, jantamos e eu a coloquei pra dormir. Peguei a babá eletrônica e fui pra sala novamente, mandei mensagem pro Fernando e ele já respondeu
Tem como a gente conversar?
Tá, hoje?
Não sei, dá pra vir hoje?
Dá, tô no caminho, 10 min eu tô aí
Ok

Ele não falou mais nada e eu muito menos. Depois de um tempo, a campainha tocou, fui atender e era ele.
Fernando: oi - ficou me olhando
Dani: oi, entra - ele entrou e eu fechei a porta - vem - fomos indo pra sala e nos sentamos no sofá
Fernando: me desculpa por hoje e me desculpa por ontem também, você sabe que eu morro de ciúmes de você com o Neymar, não sei o que me deu
Dani: eu sei, mas você também sabe que eu já não tenho nada com ele e é exatamente por isso que estamos juntos. Você não tem motivos pra isso
Fernando: você sabe que eu tenho, todo mundo sabe que você ainda sente algo por ele - eu respirei fundo - e não tô te culpando, porque eu aceitei me envolver com você nessas condições, mas é difícil pra mim, tenta me entender
Dani: eu te entendo, de verdade, mas eu já disse que tô contigo, ele também tá com outra pessoa e eu não posso impedir ele de vir ficar com a Manu. Eu sempre te aviso quando ele vem, mas ontem ela tava queimando em febre e ele veio hoje assim que ficou sabendo
Fernando: ela tá melhor?
Dani: tá, era emocional eu acho, porque ontem ela não queria que o Júnior fosse embora
Fernando: entendi - ficou me olhando - estamos resolvidos então? - eu assenti e ele me deu um selinho demorado
Dani: e eu tenho uma coisa pra te falar - ele me olhou preocupado - calma, é só que, ele quer fazer uma festa pra Manu no sábado, porque vai ter as olimpíadas e ele não vai estar aqui no aniversário dela, então a gente vai fazer algo simples. E, eu acho melhor que você não vá
Fernando: você ou ele?
Dani: não, eu acho melhor, a primeira decisão foi minha e ele concordou, tanto que também não vai levar a namorada dele - ele me encarou - não fica chateado, você sabe que vai ser melhor
Fernando: tá, não vou forçar a barra - eu sorri e lhe dei um beijo rápido - posso dormir aqui?
Dani: claro que sim né - ele sorriu
Fernando: não sei como eu consigo vacilar com você - disse me olhando
Dani: esquece isso - sorri e ele me abraçou. Conversamos mais um pouco ali, depois fomos pro meu quarto, tomamos um banho juntos, mas não rolou nada, porque eu estava muito cansada. Nos vestimos e dormimos abraçados.

Sábado, 30 de julho de 2016
Hoje é o dia da festa da Manu e ela está super animada. Acordei por volta das 7h da manhã, já que ainda tenho que ir pro Guarujá com ela. Tomei meu banho, me arrumei e fui acordá-la
Dani: filha - a virei pra mim - Manu - ela abriu os olhos - vamos acordar, bebê, hoje tem sua festa, lembra? - ela assentiu coçando os olhinhos - então vamos - ela se sentou na cama, a peguei no colo e fui pro banheiro ali do quarto dela. Dei um banho rápido nela, já que eu já tinha feito isso ontem de noite. A arrumei com uma roupinha qualquer, coloquei-a no chão, peguei nossas malas, já que íamos dormir no Guarujá e saímos de casa. Fomos pro estacionamento, desalarmei o carro, guardei as malas, coloquei a Manu na cadeira dela, coloquei o cinto na mesma, travei a porta e entrei no carro também. Dei partida e fomos pro Guarujá.
[...]
Chegamos no Guarujá já passava das 10h da manhã, peguei um trânsito do caralho. Como a Manu estava dormindo, mandei mensagem pro Júnior e ele saiu ali
Júnior: demoraram - deu um beijo na minha bochecha
Dani: um trânsito do caramba, tava ficando nervosa já - ele abriu a porta de trás do carro
Júnior: pego ela ou as malas?
Dani: pega ela, eu levo as coisas - ele a soltou da cadeirinha, a pegou no colo, fechou a porta e ficou me esperando pegar as coisas - pode ir com ela
Júnior: não, eu te espero - eu assenti, peguei minhas coisas, alarmei o carro e fomos entrando - o pessoal da decoração já terminou 
Dani: vieram cedo então né
Júnior: chegaram as seis
Dani: Deus me livre, seis horas eu tava é dormindo - rimos e fomos subindo as escadas
Júnior: ficou da hora, nem parece que foi feito em cima da hora
Dani: ainda bem né - entramos no quarto da Manu - ela tava toda animada ontem - ele sorriu a colocando na cama e eu coloquei minhas coisas ali no chão
Júnior: imagino né - riu
Dani: ah, trouxe seu celular, que ela tava doida pra te devolver - rimos e eu o peguei na minha bolsa - pronto - disse o entregando
Júnior: minha filha é honesta po - rimos e fomos saindo do quarto - vamos lá pra você ver como tá, seus pais já chegaram - fomos indo lá pra fora e perto da área da piscina já estava a decoração da mesa do bolo, eu achei a coisa mais linda, ali em cima tinham uns saquinhos com balas de caramelo, aqueles chicletes de ovinhos e mais um monte de coisas deliciosas, cupcakes, pirulitos de chocolate, balas de goma e etc. Na área do lado, eles fizeram uma espécie de celeiro, onde estavam as mesas pros convidados. De lembrancinhas, além das sacolas com livrinhos pra colorir, tinha uma estante cheia de almofadas da galinha pintadinha. Estava tudo maravilhoso! - gostou?
Dani: eu amei cara, ficou lindo, parece que já estava tudo planejado - sorri e ele sorriu junto
Nadine: e aí, satisfeita? - disse quando chegou ali e me cumprimentou
Dani: tia, ficou perfeito
Rafa: agradeça a mim - chegou ali também
Bia: e a mim - estava junto e com o Miguel no colo
Dani: vocês são foda meu - sorri com lágrimas nos olhos
Bia: não vai chorar carai - rimos e eu peguei o Miguel no colo
Dani: oi dinda - ele sorriu e eu dei um beijo nele - sério, obrigada, eu amei
Rafa: eu sei - riu 
Ana: oi filha, nem vi que você tinha chegado - me deu um beijo - cadê a Manu?
Dani: dormiu no carro, tá lá no quarto dela
Ana: e aí, aprovou? - disse olhando tudo ali
Dani: óbvio né, ficou perfeito - sorri e vi que o Júnior estava brincando com o Miguel - cadê o resto do povo?
Bia: os meninos foram comprar carvão e algumas bebidas que faltaram
Rafa: nossos pais foram dar um trato na juba - rimos
Júnior: o pai nem tem cabelo, não sei por que ele foi - eu gargalhei
Dani: vou falar pra ele - ele riu
Júnior: para de ser x9 - rimos.
Ficamos ali conversando e dando uma ajeitada no que faltava, a Manu acordou e o Júnior subiu pro quarto pra ficar com ela e o Miguel lá. Estávamos preparando o almoço e enquanto não ficava pronto, peguei meu celular e entrei no insta, vi que o Júnior tinha postado uma foto da Manu com o Miguel
neymarjr: Cuidando dessa duplinha terrível
Nem tentei ver os comentários né. Mostrei pra Bia, que ficou toda babona, assim como eu. 
[...]
A festa foi maravilhosa, a Manu curtiu bastante, brincou pra caramba e ficou super feliz. Até que vieram bastante pessoas, claro que a maioria convidada pelo Júnior, mas eu nem me importei, até porque, eram amigos com a família e não vi problema algum. Cantamos parabéns e ela ficou super feliz por estar comigo e com o Júnior ali. Confesso que me emocionei, porque eu nunca poderia imaginar que, mesmo separados, saberíamos lidar com a nossa relação de pai e mãe com a Manu. O primeiro pedaço ela quis entregar pra ele, não sei se ela já entende o significado do primeiro pedaço, mas foi pro pai que ela deu. E não, eu não fiquei com ciume, porque sei da conexão e o apego que eles tem um com o outro. A festa continuou e eu estava tão maravilhada com aquilo
Júnior: ih, tá toda chorona hoje - riu de frente pra mim, passou um dos braços pelo meu pescoço e deu um beijo na minha testa - não é por causa do primeiro pedaço não né?! - eu ri
Dani: claro que não, palhaço - dei um tapinha nele - é por causa de tudo isso, sei lá,  quando a gente se separou, eu não achei que a gente fosse se dar tão bem e ser tão maduros assim - ele sorriu
Júnior: algumas coisas acontecem pra nos fazer mudar né - eu sorri
Dani: ainda bem que foi pra melhor - rimos
Júnior: a Manu merece essa paz e a gente também
Dani: verdade - o olhei - obrigada por ser esse paizão
Júnior: eu não conseguiria se você não fosse essa mãe maravilhosa também - sorrimos
Gil: ae meu casal - o olhamos - olha, ainda atendem por isso - rimos e eu revirei os olhos - pode soltar uma musiquinha de adulto agora né - o Júnior riu
Júnior: desde que a musiquinha de adulto não seja as merdas que a gente ouve, pode -rimos
Gil: demorou então - deu um beijo na minha bochecha e foi saindo
Dani: é melhor você ter certeza de que ele não vai fazer isso - ri
Júnior: vou lá - riu e foi atrás do Gil. Vi a Bia conversando com a Rafa, a Dani e a Bianca e fui até elas
Dani G: olha a mamãe aí - eu ri e me sentei ali com elas
Bianca: Dani, ficou tudo maravilhoso
Dani: ficou mesmo e foi graças a Bia e a Rafa, elas que correram atrás disso
Rafa: somos foda
Bia: eu sou
Dani: pronto, começou - rimos
Rafa: Dani - a olhei e ela estava com o celular na mão - olha essa foto - me entregou o celular e estava aberto no instagram, no perfil torcida_damar
torcida_damar: A cumplicidade de vocês é uma coisa maravilhosa e que eu amo. Acho linda a relação que vocês mantém, mesmo não estando juntos. Eu torço muito pra que vocês enxerguem que a vida de vocês funciona melhor quando estão juntos e eu sei que essa fase vai passar, porque é nítido, tanto no olhar, como nas ações de vocês, que essa história ainda não acabou. O mundo pode dar quantas voltas for, mas no final delas vocês vão estar sempre um do lado do outro. Eu amo vocês e espero ver essa família ainda mais unida, como deve ser @neymarjr @dantorres
ps: pra quem estava perguntando, essas fotos são da festinha da Manu, que está rolando no Guarujá 
imaginem ele beijando a testa dela
Dani: mano, quem tirou essa foto? - a Bia pegou o celular da minha mão, pra ver com as meninas
Rafa: não sei cara
Bia: a única coisa que eu sei, é que só vocês não perceberam que ainda não acabou - eu a olhei - olha essa foto, olha pra vocês, sério que você vai tentar se convencer de que essa história acabou?




Meninaas, demorei, mas postei.
Voltei pra terminar essa história e espero que vocês gostem.
Deixem suas opiniões e o que estão achando.
Beijos e obrigada por não abandonarem.